A escola é um dos primeiros lugares a ser frequentado pelos seres humanos. Nela, o ensino disponibilizado aos estudantes de seis a 18 anos servirá de base para a futura formação profissional da maioria dos indivíduos.

Embora as salas de aula sejam tidas como seguras para as crianças conviverem, afinal, ali, elas aprenderão a ler e a escrever, numa escola primária da Nova Zelândia, pais de alunos foram surpreendidos ao serem convidados a uma ‘festinha’ no local, organizada pela direção da instituição, no início deste mês.

Conforme o tabloide britânico Metro, o colégio Northcote, situado na cidade de Auckland, a maior do país, com quase 1,5 milhão de habitantes, realizou uma celebração temática inspirada na ‘cidade do pecado’, Las Vegas.

Publicidade
Publicidade

Apesar de Las Vegas não ser conhecida pelas universidades ou escolas, funcionários do educandário neozelandês fizeram questão de copiar as principais características do município norte-americano.

Além de transformar as salas de aula em cassinos, a direção da instituição também deixou à mostra filetes de ‘cocaína’ – a droga mais consumida em Las Vegas.

O evento, nem um pouco infantil ou educativo, também contou com a ilustre presença do ministro da Saúde daquele país, Jonathan Coleman.

O ministro da Saúde, ao ser questionado pelos repórteres sobre a possibilidade de cocaína estar sendo consumida na escola infantil, negou o fato. Coleman ainda ressaltou não ter reparado na exposição da droga. “Eu estava lá durante toda a noite, e, francamente, eu nem sabia que estava lá [cocaína]”, disse.

Assustados com a naturalidade com que os membros do colégio trataram a exibição da substância, pais de alunos questionaram a legalidade da festa.

Publicidade

Contudo, fora explicado aos desavisados convidados que o pó branco era açúcar. De acordo com o presidente do conselho da escola, Andrew Fox, a instituição apenas estava a fazer um bizarro e desconexo tributo à cidade do pecado.

"Sim, cocaína falsa, sob a forma de açúcar de confeiteiro, foi um dos muitos adereços e decorações exibidos como parte do satírico tema Las Vegas: Vegas, Baby”, esclareceu.

Em carta publicada no Facebook (veja abaixo), a escola pede desculpas e admite ter errado na escolha temática. A instituição também enfatizou não incentivar o uso de drogas.

Agora, só nos resta saber se o pó branco era mesmo açúcar.

#Curiosidades #Viral #Internet