Um dos ditadores mais polêmicos do planeta é Kim Jong-un, da Coreia do Norte. No entanto, os dias dele como mandatário para naquele país podem estar contados. Isso porque, de acordo com informações do site da revista Veja, em reportagem publicada neste sábado, 24, tropas de Elite da Coreia do Sul estariam preparadas para assassinar o político. As informações da Veja são compartilhadas através da rede de notícias americana CNN. Segundo a CNN, existiria um plano secreto para matar Kim Jong-un.  Esse plano teria sido revelado pelo ministro da defesa da Coreia do Sul. que decidiu fazer a revelação na última quarta-feira.

O ministro da Coreia do Sul fez a revelação durante uma sessão do Parlamento, em que teria sido questionado por especialistas se haveria a possibilidade de eliminar Kim Jong-un.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ele, isso só será feito caso seja necessário. De acordo com ele, existe um plano para que mísseis de grande precisão possam atingir áreas em que o ditador norte-coreano estaria. Além disso, outra possibilidade poderia ser apagar o norte coreano através de suas outras lideranças. mostrando assim quem realmente manda.

Não é a primeira vez que se fala em matar Kim Jong-un. No entanto, essa foi a que chamou mais atenção da Imprensa Mundial. Há anos existem suspeitas de que o Ministério da Defesa da Coreia do Sul estaria realizando um plano para responder diretamente todos os ataques feitos pelo ditador.

A medida anunciada, dessa vez oficialmente, é um modo de reverberar o ataque feito com mísseis pela Coreia do Norte no último dia 9 de Setembro. As bombas de longo alcance foram jogados no mar.

Publicidade

Até mesmo os Estados Unidos através do presidente Barack Obama posicionaram-se contra a medida adotada pelo político de características muito polêmicas. Não é a primeira vez que Kim jong-un ameaça os Estados Unidos. Por conta disso, Barack Obama anunciou que pode sim tomar uma medida forte e ele ainda solicitou ajuda da Organização das Nações Unidas, a ONU, que pode tomar sanções de graves contra aquele país. #Crime #Investigação Criminal