Os crimes de violência doméstica são cada vez mais frequentes no mundo todo, e p, como sempre, as crianças são as que mais sofrem com isso. Quer sejam elas as vítimas, ou seus próprios pais, as crianças acabam levando esses traumas para o resto da vida, o que pode afetar diretamente em sua personalidade e influenciar também em seus próprios relacionamentos, já que, muitos adquirem síndromes que levaram para o resto de suas vidas.

Um caso de violência doméstica intrigante, aconteceu em meados de 1990 nos Estados Unidos, quando uma #criança por nome Lisa, com apenas 6 anos de idade na época, decidiu ligar para a polícia para denunciar que seu padastro estaria espancando sua mãe sua irmã, uma bebê.

Publicidade
Publicidade

Lisa ligou para o 190, em meio a gritos de seu padastros e pedidos de socorro de sua mãe, ela conversa com a atendente e pede que mandem a polícia para sua casa, e começa a contar, de forma desesperada, que seu padastro e sua mãe estão brigando.

A atendente encaminha a viatura policial, no entanto, tenta manter Lisa sempre na linha, a fim de se certificar de que ela vai ficar bem até que a polícia chegue no local.

A atendente perguntao que está acontecendo, e Lisa passa a narrar o momento de terror que vive. Ela interrompe a ligação, para ir socorrer a irmã, em um momento ela diz que o padastro bateu tanto na bebê, que ela ficou desacordada. São momentos terríveis e a todo instante, a atendente do 190, fica questionando para saber tudo o que se passa naquela verdadeira "Casa dos Horrores".

Publicidade

Antes da polícia chegar, Lisa grita muito forte e o telefone é desligado. A atendente fica tão chocada com a situação, que chega a falar um palavrão ao perceber que a chamada foi desligada.

Só agora a pouco a polícia decidiu liberar a gravação da conversa entre a criança heroína de apenas seis anos de idade, ao pedir socorro a polícia para proteger sua mãe e irmã, de um padastro violento. Hoje,com 26 anos, Lisa conta que jamais esquecerá da infância que teve e das brigas que presenciou, no entanto, ela mesmo autorizou a divulgação do áudio, e publicou em seu diário online.

Ouça o áudio da chamada de Liza para a polícia:

#ViolenciaDomestica #Casos de polícia