De acordo com informações, uma criança nasceu com um olho no meio da testa, no Egito, mas não sobreviveu à condição, morrendo horas após seu nascimento. O bebê foi diagnosticado com ciclopia, uma condição considerada pouco conhecida pelos médicos. A doença foi denominada por conta dos gigantes de um olho só, que faziam parte da mitologia grega. Na ocasião, estes seres eram associados a um grau de holoprosencefalia. Na maioria das vezes, a doença pode ser diagnosticada por meio de ecografia. e está associada à redução da distância interorbitária, ou seja, a doença está associada a uma alteração do feto classificada como trissomia 13.

A má formação poderia estar atribuída à exposição do útero da mãe à radiação entre outras causas possíveis.

Publicidade
Publicidade

Atualmente, a ciclopia é considerada uma doença extremamente rara. Sendo assim, na maioria das vezes, a criança acaba vindo a óbito, após o nascimento. diagnosticadas com má formação no útero onde apresentam apenas um olho na testa e sem a presença do nariz, a condição também é responsável por uma série de problemas, incluindo defeitos na formação do coração.

Segundo informações do site de noticias Arábia Saudita Slaati, os especialistas atribuem a deformidade a uma combinação do uso de  medicação excessiva pela mãe, ou exposta a fatores radioativo. A mãe do recém nascido não quis se pronunciar sobre o caso. De acordo com informações, a criança nasceu  em um hospital particular localizado na cidade, de El Senbellawein, no Egito.

De acordo com o médico pediatra, Ahmed Badruddin, que observou a condição da criança de perto, a criança  nasceu com outras deformidades pelo corpo, algumas inclusive seriam mais graves do que a ciclopia.

Publicidade

Uma imagem do recém nascido foi divulgada pelo familiares da criança nas redes sociais. Na ocasião, os familiares receberam muitas mensagens de conforto do mundo todo, via redes sociais. A condição considerada rara pode ocorrer em quatro de cada mil nascimentos. Mas, na maioria das vezes, a gestação poderá ser interrompida. Casos de ciclopia costumam ser mais registrados em animais do que em seres humanos. #casos de ciência #Entretenimento #Curiosidades