A denúncia contra o ex-presidente Lula feita pelo Ministério Público na última quarta-feira (14) repercutiu em alguns dos principais veículos da imprensa internacional.

Segundo o jornal britânico The Guardian, a queda do PT tem sido dramática, se referindo não apenas à situação do fundador e principal nome do partido, mas também ao recente impeachment de Dilma Rousseff.

Já o El País, da Espanha, considerou que o ex-presidente estaria mais próximo do “abismo” em decorrência de ter sido acusado de ser o principal líder de todo o esquema de corrupção atualmente investigado pela Operação #Lava Jato.

Na França, o Le Monde apontou que o principal efeito da denúncia contra #Lula seria aumentar a divisão que já existe no Brasil após o impeachment de Dilma.

Publicidade
Publicidade

Para o periódico francês, haveria dois grupos: o daqueles a favor do ex-presidente, que consideram a ação do MPF como manobra contra a esquerda, e o dos que acham que Lula é de fato culpado e querem vê-lo preso.

O New York Times, dos Estados Unidos, lembrou das eleições de 2018 e apontou a denúncia como um fato que torna complicada a pretensão de Lula de voltar ao cargo de presidente da República. Por outro lado, o jornal minimizou o teor das denúncias e considerou os valores envolvidos ''pequenos'' diante do que outros políticos já teriam recebido em escândalos recentes.