Só quem tem irmãos sabe o #amor que é possível ter nessa relação, mesmo ocorrendo algumas briguinhas e ciúmes, por vez ou outra. Um vídeo muito fofo e emocionante está rolando nas redes sociais, onde uma menina linda, de dois aninhos, acorda um pouco nervosa e chorona, mas para com o chororô assim que encontra a irmãzinha de cinco meses no colo da mãe e a abraça.

O vídeo do #Carinho que Ellia faz na irmã Tessa está levando milhares de internautas às lágrimas. O momento fofura foi registrado pela mãe das meninas, Esther Andersson, quando a filha caçula tinha apenas poucas semanas de vida. 

Na filmagem, a mãe está sentada em um sofá com a recém-nascida no colo, quando a irmã Ellia aparece no cômodo da casa em prantos.

Publicidade
Publicidade

A mulher, que mora em Nova York, nos Estados Unidos, relata, no vídeo, que teve uma noite longa com a filha bebê, no momento em que a menina de 2 anos se aproxima das duas.

A mãe pergunta para Ellia se ela havia acordado mal-humorada e a menina, com os olhos cheios de lágrimas, diz que sim com a cabeça. Depois disso, a pequena sobe no sofá e abraça a irmã bebê.

A menina então fala uma coisa para a irmãzinha que emociona a todos. Enquanto ela faz carinhos no rostinho de Tessa, a primogênita diz: "Awww... eu a amo. Eu a amo tanto!" No mesmo instante a menina encerra o choro e começa a sorrir. 

Segundo a mãe das meninas, a filha mais velha é louca de paixão com a irmã mais nova. Ela conta que Ellia quer ficar o tempo todo ao lado ou em cima da irmãzinha, em alguns momentos segurando suas mãozinhas, em outros acariciando a sua cabeça.

Publicidade

De acordo com Esther, os pais sempre têm que pedir para Ellia dar um espaço para a irmã. Mas ela diz saber que é muito amor que existe entre as duas. Veja abaixo o vídeo que foi divulgado nas redes sociais e está emocionando a todos. Se emocione você também com essas duas lindezas.

Em um mundo em que vemos tanta notícia de desastres e crimes horríveis, nada como ver um momento de amor e carinho como esse de vez em quando, para nos lembrarmos de que o ideal é que fôssemos como as crianças: amar e dar carinho sem pedir nada em troca.  

 

#irmãs