Relacionamentos as vezes são bem complicados. O ciúme e a traição fazem parte do dia a dia de muitos casais. Em alguns países, traições são melhor tratadas do que em alguns. No Brasil, por exemplo, alguns casos ficaram muito conhecidos, como o de 'Fabíola da Unha'. A bancária de Minas Gerais disse ao marido que tinha ido à manicure, mas na verdade, tinha ido a um motel com um amante, que no caso era o melhor amigo do traído. Dessa vez, foram mulheres traídas que decidiram partir para cima da suposta traidora. Um caso que está dando o que falar aconteceu na cidade de Beijing, na China, e mostra como as chinesas podem ficar furiosas quando correm o risco de perderem seus esposos. 

O vídeo que chega a dar calafrios teria sido feito, segundo informações do jornal carioca Extra, por um homem que trabalha em um estabelecimento que acabou sendo palco do espancamento da suposta amante.

Publicidade
Publicidade

As imagens viralizaram na China e dividido opiniões. Para algumas pessoas, chegar as vias de fato não é o melhor caminho. Já outras argumentam não terem "sangue de barata" e que provavelmente fariam o mesmo. Lembramos que bater em alguém pode acabar resultando em prisão, especialmente se essa pessoa sair bem machucada, pois nesse caso, o agressor pode ser até acusado de tentativa de assassinato e precisará se explicar na justiça. 

Segundo veículos de comunicação da China, a mulher que apanha seria um amante conhecida dos maridos das agressoras. Nenhuma das três pessoas envolvidas nas imagens teve nome divulgado pela imprensa local. Já há até quem tente identificar as protagonistas do conteúdo. 

A suposta traidora apenas tenta esconder o próprio rosto durante o espancamento. Enquando uma chuta a vítima, a outra usa uma bolsa para bater nela e começa a puxar e rasgar sua roupa.

Publicidade

Os momentos são fortes. Agora fica a pergunta, se fosse com você, o que faria caso fosse traído? É bom ter cuidado, hein!

Veja abaixo o vídeo que mostra o momento da confusão e que está dando muita repercussão nas redes sociais:

#Crime #Investigação Criminal