Nakita Wright tinha oito anos quando ficou paralisada, possivelmente, para sempre. A menina inglesa estava fazendo sua primeira aula de surf, quando, de um momento para o outro, sentiu uma dor que mudaria sua vida para sempre. Nakita estava com o pai Russel, passando férias, em uma praia do #Algarve, em Portugal. Tudo parecia perfeito mas, depois de se levantar sobre a prancha de surf, a menina acabou ficando paralisada, sem mover suas pernas, uma condição que poderá ser para sempre. 

Depois do #Acidente e de passar por vários hospitais, restam poucas esperanças para essa menina, que teria contraído um lesão grave e muito rara em todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Alegadamente, Nakita está padecendo de mielopatia de surfista e existem apenas 64 casos dessa grave doença por todo o mundo. Nunca um caso dessa doença foi diagnosticado em alguém tão jovem, e são até mais raros os casos que aparecem em mulheres. São mais comuns nos homens e com mais de 25 anos. 

Nakita ainda nem tinha entrado na água, quando sentiu suas pernas paralisarem. Foi no movimento de se levantar da prancha que a lesão apareceu. A menina já teria tentado fazer isso várias vezes, se levantando de uma só vez, e ficando, em pé, com os joelhos sobre a prancha. Na última vez, deixou se cair no chão e começou a chorar com dores. 

Na praia estava também a mãe, Natasha, que primeiro ainda pensou que a menina estivesse se ressentindo de uma fratura na perna, no início do ano. Nakita tinha partido a perna e os pais pensavam que ela pudesse estar sentindo dores, por isso. 

No entanto, a menina insistia que não sentia suas pernas.

Publicidade

Mais tarde, os pais entraram em pânico quando a menina disse "minhas pernas estão dormindo". Da praia foi levada para o hotel, onde chamaram a ambulância. Primeiramente, foi tratada no hospital de Portimão e depois foi transportada para o hospital de Faro. No entanto, só quando foi transferida para o hospital de Brighton, na Inglaterra, é que diagnosticaram a mielopatia. 

A menina está se adaptando com sua nova vida, em uma cadeira de rodas, mas, apesar de todos os prognósticos dos médicos, sobre a gravidade da doença, Nakita vai dizendo para os pais que voltará a caminhar. A mãe fica esperançada com a coragem da filha e vai falando que "nunca mais, é muito tempo".  #Tragédia