Uma tragédia vai marcar para sempre a família do pequeno Leonardo Sanchez de apenas um ano de idade que morreu sufocado dentro da creche que ele frequentava. 

De acordo com o portal de notícias online do jornal Extra, o bebê morreu sufocado em uma creche na cidade de West Jordan, que fica estado de Utah, localizado nos Estados Unidos. O garotinho morreu na última quinta-feira(8). Saibam mais aqui.

Funcionário sentou-se em cima da criança

Segundo as investigações que estão sendo feitas pelo Departamento de Polícia de West Jordan, as imagens da câmaras de segurança da creche mostram o momento que o pequeno Leonardo que iria completar dois anos agora no dia 17 de setembro, entra dentro de um pufe. 

Depois de alguns minutos, surge um funcionário da creche que se senta no pufe, aparentemente sem perceber que a #criança estava dentro do pufe e permanece sentado por aproximadamente 15 minutos. 

Somente depois de todo esse tempo, ele notou que havia algo de errado.

Publicidade
Publicidade

Infelizmente era tarde demais, Leonardo já estava morto, de acordo com as informações do canal 'CBS'.

A família de Leonardo está devastada

A família do garotinho está devastada, a mãe de Leonardo, Danielle Sanchez, inconformada perguntava: "Como isso aconteceu"? Em entrevista ao canal 'CBS', inconformada ela dizia que Leonardo era grande, como o funcionário não notou a se sentar no pufe, que havia uma criança lá dentro.

"Como isso aconteceu"? Segundo Danielle, nada justifica a morte de seu filho. "Alguém errou na bola e agora vamos ter que enterrar nosso menino por isso".

Desesperada a mãe de Leonardo dizia que ao deixá-lo na creche jamais imaginou que não poderia mais abraçar o filho, ter ele em casa novamente e que nunca mais irá sentir seu beijo.

Licença de funcionamento

As autoridades locais estão apurando se a creche funcionava legalmente e quais são as reais circunstâncias da morte do garoto.

Publicidade

De acordo com o governo de Utah, o estabelecimento está cooperando com as investigações.

Foi criada uma página no Facebook, com a intenção de arrecadar dinheiro para o funeral e enterro de Leonardo, já que a família além de se encontrar devastada, também se encontra em dificuldade financeira. #Investigação Criminal #Casos de polícia