Segundo informações da imprensa norte americana, um garoto de 13 anos foi morto por um policial na noite da última quarta-feira (14), na cidade de Columbus, no estado norte-americano de Ohio. De acordo um porta voz da Polícia, o policial teria efetuado o disparo após o garoto ter sacado uma arma de brinquedo. Em nota, a Polícia confirmou, que no dia do incidente, uma viatura da autoridade compareceu até o local após receber uma denuncia anônima de roubo. Após serem abordados pelos policiais, três adolescentes, que batiam com a descrição da denúncia, resolveram fugir.

De acordo com a versão dos policiais, durante a perseguição e após serem encurralados em um beco sem saída, Tyree teria sacado a arma da cintura e apontado em direção aos policiais.

Publicidade
Publicidade

Como resposta, um dos agentes teria revidado, efetuando vários disparos contra o garoto. Após o incidente, os policiais teriam percebido de que a arma se tratava de uma pistola de ar comprimido. O garoto chegou a ser socorrido mas acabou falecendo a caminho do hospital.

Em reportagem da rede NBC News, a emissora afirmou que o policial tem 10 anos de experiência na função; sem citar os motivos, também afirmou que o agente recentemente teria sido transferido para aquela região. Ainda de acordo com informações, os policias envolvidos no incidente estariam passando por acompanhamentos com psicólogos e foram afastados de suas funções por período indeterminado.

No Brasil, casos semelhantes são registrados todos os anos, nas periferias das grandes cidades. Em março deste ano, a professora de Geografia Luiza Souza resolveu realizar uma pesquisa com os inúmeros casos envolvendo o assassinato de pessoas negras por policiais. Em um destes relatos, destaca-se o assassinato de Osvaldo Zaratini, que foi morto pela polícia aos 32 anos, após ser rendido por um bandido armado que havia lhe obrigado a dirigir até um hospital.

Publicidade

Na ocasião, o carro teria sido perseguido e alvejado por vários disparos; três deles acabaram acertando Zarantini, que não resistiu e acabou falecendo no local.

A professora teria registrado em vídeo alguns dos últimos momentos de pessoas negras que teriam sido mortas por policiais ;muitas destas palavras estão destacadas na página ''As ultimas palavras de jovens negros''. #Entretenimento #Violência #Casos de polícia