Neste domingo, 11 de Setembro, os Estados Unidos lembraram o aniversário de quinze anos do atentado terrorista sofrido em território nacional e cujo ponto mais marcante foi o momento em que aviões atingiram as Torres Gêmeas, em Nova York, na cidade mais conhecida do país. Lembrando da data, #hillary clinton, que concorre à presidente do país pelo Partido Democrata, acabou passando mal. De acordo com informações do portal de notícias G1, ela está com uma doença grave, mas tratável, a pneumonia, que muitas vezes é uma gripe mal curada. Após passar mal, a mulher que tem o apoio de Barack Obama foi levada a um hospital da região. 

A médica pessoal da ex-secretária de Estado dos Estados Unidos,  Lisa Bardack, explicou por meio de nota qual o problema enfrentado pela candidata.

Publicidade
Publicidade

Por meio de uma nota, ela revelou que Clinton já sabia da doença desde sexta-feira, 08, mas não tinha revelado o seu diagnóstico para não preocupar os eleitores. Hillary está a tomar medicações para conseguir a cura. Uma delas são os famosos antibióticos. Além disso, em plena campanha eleitoral, a loira vai precisar fazer escolhas, já que foi aconselhada a pegar menos pesado. Sites de fofoca e tabloides americanos já falam até que a doença da candidata seria mais grave ou que ela poderia deixar a corrida eleitoral, facilitando o caminho para Trump, principal adversário de Hillary. 

O Brasil, no entanto, mostra que doenças e mortes podem até elevar os votos de um candidato, como aconteceu com a então candidata a vice-presidência Marina Silva, hoje na Rede, no ano de 2014. O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do PSB, acabou falecendo em um acidente de avião, que ainda é investigado.

Publicidade

As pesquisas eleitorais chegaram a colocar Marina no topo das pesquisas, mas a campanha do medo fez com que ela não resistisse às pressões. 

No caso dos americanos, o jogo pode ser diferente. Eles não são tem a mesma compaixão dos brasileiros e costumam não votar em candidatos que por algum motivo podem não conseguir completar o mandato, seja por idade ou doente. Hillary tem 68 anos.  #Eleições EUA 2016