No dia do crime, o homem identificado como Jose David teria sido flagrado pelas câmeras de segurança do hotel em que estava hospedado, na cidade de Morelia, no México. De acordo com informações, a família passava férias no local. Certa manhã, enquanto a mãe da criança dormia, o padrasto da menina de três anos, aproveitou-se da ocasião, saiu do quarto acompanhado da enteada e, alguns minutos depois, ele foi flagrado atirando a criança dentro da piscina por inúmeras vezes. Na ocasião, a criança acabou se afogando e Jose teria assistido a toda a cena sem fazer nada.

Após passar um ano preso aguardando julgamento, finalmente saiu a sentença para o crime cruel, ocorrido na manhã do dia 27 de agosto de 2015.

Publicidade
Publicidade

Segundo a sentença, o homem foi condenado há 100 anos de prisão. No dia de seu julgamento, o réu permaneceu o tempo todo em silêncio. O promotor responsável pelo caso havia sugerido a pena mínima de 40 anos, mas, para os juízes Juan Salvador Alonson Mejia, Ana Lilia Garcia Cardona e Noe Reyes, que consideraram o crime hediondo e praticado contra uma criança indefesa, a pena deveria ser superior e o condenaram a uma pena de 100 anos. 

Em entrevista para o jornal  Daily Mirror, os policiais responsáveis pelo caso afirmaram que não têm dúvida de que o homem havia levado a criança para a piscina com a intenção de afogá-la. Na época, as imagens do vídeo foram obtidas junto à agência de notícias Quandratin TV. Ainda, de acordo com as imagens, após o crime, o homem é flagrado retornando para o quarto ''friamente'' sem demonstrar nenhum arrependimento.

Publicidade

Momentos antes de ser flagrado nas imagens o padrasto da criança alegava desconhecer o paradeiro da garota e acabou surpreendendo-se com a notícia sobre seu afogamento. Mas o que ele não sabia era que o local estava sendo vigiado por câmeras de segurança. 

O corpo da menina foi encontrado boiando no interior da piscina por um outro hóspede. Na ocasião, ela foi retirada da água e começou a receber os primeiros socorros. Funcionários do hotel, chamaram uma ambulância, mas, após várias tentativas para reanimar a criança, mas ela acabou falecendo no local. #Entretenimento #Curiosidades #Casos de polícia