Aos 90 anos de idade, o indiano Prahlad Jani surpreendeu o mundo após afirmar que não come e nem bebe água desde o início da década de 40. A surpreendente história acabou gerando uma série de controvérsias, já que na prática, uma pessoa seria incapaz de sobreviver a tal condição.

Sendo assim, uma equipe composta por pesquisadores foi designada para estudar o caso na tentativa de descobrir se o idoso fala realmente a verdade. De acordo com a matéria publicada pelo site Live Science, o indiano foi avaliado dentro de um hospital na cidade de Gurjat. Na ocasião, o homem afirmava ser um 'respiratoriano', ou seja, tirava do ar as condições necessárias para sobreviver.

Publicidade
Publicidade

O caso é inédito, mas esta técnica é muito utilizada pelos religiosos indianos, assim como pelos gurus. De acordo com especialistas, nunca registrou-se um caso semelhante ao de Jani. Os especialistas dizem que a prática conhecida como escrutínio não é capaz de sustentar um corpo por tanto tempo.

Segundo informações, o organismo humano necessita de nutrientes para poder funcionar por completo. Mesmo que surjam informações de pessoas afirmando que ficaram sem comer ou beber por semanas, meses ou anos, tais condições só podem ser aceitas se a pessoa for acompanhada de perto por especialistas; para somente assim  provar se o que diz é verdadeiro.

Para comprovar sua versão em 2003, Jani foi examinado por médicos locais no período de uma semana e na ocasião ele realmente permaneceu a semana toda sem comer ou beber nada.

Publicidade

Mas mesmo que suas habilidades sejam reais, o fato que chamou a atenção dos especialistas foi para o fato de que ele perdeu peso apenas no momento em que estava sendo acompanhado. Sendo assim, os médicos logo desconfiaram da afirmação de Jani, que dizia receber seu sustento do ar e da meditação há 63 anos.

Já em 2010, o homem foi submetido a uma nova avaliação e de acordo com informações do site France Press, ele foi avaliado de perto por uma equipe composta por mais de 30 médicos, no período de 15 dias, na qual teria ficado sem comer ou beber água. De acordo com informações, o homem acabou resistindo à experiência, e na ocasião ele também teria ficado sem urinar ou defecar. Segundo o neurologista Sudhir Shah, um dos responsáveis em analisar o indiano, na época ele considerou o caso como um grande mistério, o qual a ciência não pode explicar.

Ele ainda cita que o indiano era vigiado 24 horas por dia por câmeras de segurança e na ocasião o único contato que teve com líquidos foi nas vezes em que lavava o rosto. Outras informações citam que o indiano já havia ficado seis dias sem comer e beber e na ocasião estava sobre observação rigorosa e segundo médicos, seu corpo não apresentava qualquer sinal de desidratação. Embora as duas experiências comprovem a versão de Prahlad Jani como verdadeiras, os 70 anos sem comer e beber nada ainda geram dúvida em muitos especialistas. #caso do indiano #Curiosidades