Uma adega de vinhos na Inglaterra foi multada depois que uma jovem de 20 anos precisou retirar o estômago depois de  ingerir uma bebida a base de nitrogênio liquido que havia sido lhe oferecida de graça por um funcionário do estabelecimento. Segundo informações do jornal Daily Mail, a jovem Gaby Scanlon, com 20 anos, havia recebido a  bebida em comemoração ao seu aniversário de 18 anos. Mas ao ingerir a bebida, ela logo começou a sentir uma forte dor de estômago, que vinha acompanhada de náuseas e vômitos. Na ocasião, fumaça era vista saindo de sua boca e nariz.

Segundo o laudo medico, constatou-se uma explosão no estômago que ocorreu logo após ela ter ingerido a bebida.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o relato de Gaby, ela contou que havia perguntado ao barman se era seguro consumir o coquetel, como ele havia dito que não havia nenhuma restrição, então ela acreditou na palavra dele. Mas após a ingestão, ela logo percebeu que havia algo de errado em seu estômago. Ainda segundo seu depoimento, ela contou que o gerente do estabelecimento não se prontificou em ajudá-la, ficou só parado olhando enquanto ela passava mal e teve que ser socorrida pelos frequentadores do local.

Como seu caso só piorava, a jovem precisou ser levada as presas para o hospital mais próximo. Os médicos precisaram realizar uma cirurgia de emergência para a retirada do estômago, quando parte do intestino delgado foi conectado ao esôfago. No fim, Gaby acabou sendo salva  por pouco. Os responsáveis pelo estabelecimento, que havia sido inaugurado há cinco meses, foram considerados culpados.

Publicidade

De acordo com a juíza responsável pelo caso, houve falha grave no dever do proprietário em garantir a segurança de seus clientes. Ainda de acordo com a versão da juíza, ela considerou estranho como nenhum estudo de risco tenha sido realizado no estabelecimento antes de servirem este tipo de coquetel. Segundo a magistrada, houve falhas tanto nas advertências, quanto a falta de conselhos por parte de um especialista na área de saúde e segurança.

De acordo com o relato de testemunhas, diariamente o bar vendia uma grande quantidade de #bebidas a base de nitrogênio líquido. Andrew Dunn, proprietário da empresa, contou que havia copiado a ideia do Hotel Berkeley, em Londres. Segundo ele, o oficial de saúde e segurança Peter Lord, que havia visitado o estabelecimento dias antes do acidente, afirmou que não havia nenhum problema em oferecer este tipo de drinque aos frequentadores.

No dia da audiência, o procurador de justiça Barry Berlin questionou tanto o proprietário do estabelecimento, quanto o oficial de saúde, o por quê do nitrogênio líquido, uma substância química extremamente perigoso a saúde, era servido em drinques sem um laudo do especialista.

Publicidade

De acordo com informações, este produto deve ser utilizado apenas para o congelamento de verrugas.

Na ocasião, o advogado de Gaby mostrou um exame onde compravava que a jovem teve que retirar o estômago por causa de uma perfuração no revestimento do aparelho digestivo. O advogado da jovem ainda disse que, após três anos do incidente, Gaby ainda sofre com dores na região abdominal. O dono do bar foi condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 115 mil para vítima, além da multa. #Entretenimento #Curiosidades