Uma mulher de 34 anos estava grávida de gêmeos, quando uma enorme tragédia a deixou arrasada. Essa #mãe foi chutada no estômago, no que a polícia acredita ter-se tratado de um ataque de ódio. Tudo aconteceu na porta de um supermercado, em Bletchley, Bucks, na Inglaterra. Por força desse ataque vil, essa mulher acabou abortando e sua vida ficou virada do avesso. 

Entretanto, a polícia acabou detendo um homem, de 37 anos. É ele o suspeito número um para esse ataque e deverá ser julgado por seu #Crime bárbaro. De acordo com o marido da vítima, cujas identidades, não estão sendo reveladas, precisamente para proteção das mesmas, sua mulher nem consegue sair de casa.

Publicidade
Publicidade

A mulher vive com medo e nem quer sair, e sempre que o marido sai para trabalhar, ela fica ansiosa, e temendo que alguma coisa de mal aconteça. 

A mulher estava grávida de gêmeos, quando foi abordada por um homem, em um suposto ataque de raiva, movido pelo ódio racial. Ela acabou sendo chutada, no chão, mesmo depois de ter implorado, várias vezes, para que o atacante parasse. Sempre incidindo seus pontapés sobre a zona da barriga e estômago, de nada valeu que a vítima falasse que estava grávida.

Esta mãe continuou sempre falando que ele ia matar seus filhos, nada que alterasse o comportamento desse atacante. Mais tarde, já no hospital, a mulher ficou sabendo que tinha perdido seus meninos. 

O ataque foi filmado pelas câmeras de segurança desse parque, no exterior do supermercado, mas a polícia demorou cinco semanas até conseguir essas imagens.

Publicidade

Aí ficou visível que não só a mulher foi barbaramente atacada, como também um homem, de 30 anos, que estava acompanhando ela, também foi agredido. 

Só depois dessas imagens serem reveladas, é que os suspeito foi finalmente detido, o que está preocupando o advogado que está na defesa dessa família. O advogado ficou surpreendido com toda a demora da polícia em conseguir essas provas, temendo mesmo que possa "não ser feita #Justiça nesse caso". 

Para a família, está claro que esse foi uma ataque de ódio, que merece ser sancionado como tal. A mãe ficou traumatizada e esse ataque acabou mudando toda a vida da família, uma vez que o marido nem está trabalhando, com medo de deixar a esposa sozinha, uma vez que ela continua com medo.