Em entrevista para o site de notícias Mail On Line, a Polícia da Carolina do Norte teria confirmado o caso de #incesto envolvendo mãe e filho. Segundo informações, Melissa Kitchens, 44 anos, foi detida pela polícia após uma denúncia anônima de que ela estaria mantendo relações sexuais com o filho Shaun Thomas, 25 anos, que também foi preso sobre acusação de incesto. Ainda de acordo com as informações, o caso teria ocorrido na cidade de Asheville, no final de agosto. Após duas semanas de investigações, o caso foi encerrado, concluindo-se que os dois  mantiveram uma relação sexual consentida, considerada incestuosa. Com isso, mãe e filho tiveram suas prisões decretadas no decorrer da semana passada.

Publicidade
Publicidade

Pessoas próximas ao dois afirmam que sempre suspeitaram da relação de Melissa com o filho. Segundo informações, os dois sempre eram vistos trocando caricias, algo incomum em relacionamentos de mães e filhos. Inclusive na sua página pessoal do Facebook, a mulher descreveu algumas mensagens do tipo: ''Você é tão lindo que dá vontade de chorar, te amo''. Em outras, ela descreve que sente muita falta do filho e que gostaria de passar mais tempo com ele e assim por diante.

Como nos Estados Unidos o incesto é considerado crime, os dois deverão cumprir três anos de reclusão em regime fechado. Eles podem responder ao processo em liberdade, mas nesse caso a mulher terá que desembolsar 30 mil dólares de fiança, enquanto o filho terá que pagar 70 mil . O homem já responde processo por ameaçar vizinhos, comportamento agressivo, e tirar fotos indecentes com uma criança.

Publicidade

Para piorar ainda mais sua situação, Shaun é casado e pai de um filho pequeno.

Caso semelhante registrado no Brasil.

No final de março, ocorreu um caso semelhante aqui no Brasil, que foi registrado na cidade de Indaial (SC). Na ocasião, o marido teria flagrado sua companheira de 36 anos mantendo relações sexuais com seu filho de 20 anos, fruto de outro relacionamento. Diferente dos Estados Unidos, no Brasil, o incesto não é considerado crime. Seria configurado crime se a mulher estivesse fazendo sexo com o filho menor de 14 anos, que segundo a legislação brasileira, é considerado estupro de vulnerável.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o homem contou que estava desconfiado da esposa, acreditando que ela estivesse traindo-o com outro homem. Certa manhã, ao sair de casa para trabalhar, ele havia deixado seu celular no quarto com a câmera ligada, que acabou gravando toda a cena.

Mesmo que o incesto não seja considerado crime pela Constituição brasileira, por outro lado, a Justiça não permite a criação de união estável entre duas pessoas da mesma família, mesmo que as partes envolvidas queiram criar tal união. De acordo com a legislação brasileira, este tipo de união é considerado prática delituosa e proibe que pessoas da mesma família formem outra família. Isso porque tal relacionamento poderia implicar em um complicado processo judicial. #entreternimento #Curiosidades