É preciso muito cuidado para cuidar da saúde dos bebês e recém-nascidos. Uma britânica postou um alerta em suas redes sociais após o filhinho de apenas 1 ano e 3 meses de idade contrair #Herpes e precisar ficar internado.

Amy Stinton ficou muito preocupada com o filho caçula quando o mesmo apareceu com o corpinho empolado e resolveu procurar um médico. Qual não foi sua surpresa quando o pediatra relatou que seu filho havia contraído o vírus do herpes e teria que ficar internado.

O menino Oliver teve que ficar internado por 4 dias. A mãe resolveu postar fotos do filho com as dolorosas feridas como alerta para os pais. No post, ela escreveu que era isso o que acontecia com bebês quando entravam em contato com uma pessoa com herpes.

Publicidade
Publicidade

Ela disse que o filho teria o vírus do herpes para toda a vida  e deixou o alerta: 'Pense antes de beijar um bebê'. 

Amy não acusou diretamente ninguém de ter infectado seu filho, mas ele teria contraído o vírus através de uma pessoa que estava com a lesão e o beijou. As fotos publicadas pela mãe de Oliver tiveram quase 5 mil compartilhamentos em apenas uma semana.

A orientação é não deixar pessoas com mãos sujas pegarem nas mãozinhas das crianças menores antes de se higienizarem ou mesmo ficarem tocando ou beijando os mesmos. Os bebês ainda não possuem o sistema imunológico totalmente formado e facilmente estão sujeitos a contraírem uma bactéria ou mesmo um vírus.  

O que é o herpes?

O herpes é uma #infecção causada por um vírus e tem como caraterísticas o surgimento de pequenas bolhas ao redor dos lábios ou dos genitais, mas pode aparecer em qualquer parte do corpo humano.

Publicidade

A principal forma de transmissão é através do contato com pessoas já contaminadas. Mesmo que não haja uma lesão ativa a transmissão poderá ocorrer.

O tempo de incubação da doença pode ser de até duas semanas. Estima-se que 90% das pessoas já tiveram contato com o herpes tipo 1, que é o que afeita a boca, lábios e face; e outras 20% com o herpes tipo 2, que é transmitido sexualmente e pode causar coceiras, bolha ou mesmo úlceras na região genital.

O herpes não tem cura e as pessoas que possuem o vírus encubado costumam apresentar os sintomas quando estão com a imunidade baixa, ou mesmo com algum problema de saúde. Apesar de não ter cura, os sintomas podem ser controlados com o uso de remédios antivirais, tanto para uso local como para ingestão. A recomendação é sempre procurar um médico caso apareça algum sintoma.  #criança