Em Portugal, um homem matou a namorada, de 21 anos, depois de uma discussão conjugal. Após estrangular a companheira, o agressor ainda escondeu o corpo que só seria encontrado 24 horas depois, dentro do apartamento do casal, em Faro, no Algarve. Foram as amigas da jovem Regina que deram pela falta da garota e saíram a procurar por ela, desvendando o #Crime.

O namorado Miguel, de 37 anos, foi detido pela polícia e vai aguardar pelo julgamento na cadeia. Alegadamente, o casal já tinha problemas de #Violência doméstica e teria sido uma discussão por causa de uma roupa que teria motivado essa tragédia. 

Miguel e Regina há mais de um ano mantinham uma relação difícil, marcada por brigas e discussões.

Publicidade
Publicidade

Em declarações para a TVI, uma amiga da vítima falou que a jovem chegou mesmo a acusar o namorado para a polícia, por um alegado estupro e por maus tratos. As amigas falavam mesmo que ela não estava feliz nessa relação, mas que continuava com ele. 

Na noite de terça-feira, o casal teria discutido novamente, depois de Regina chegar do trabalho. Ela era garçonete em um bar do Algarve. Naquela noite, a jovem teria se recusado a passar uma roupa de Miguel e o homem, irritado com a situação, acabou partindo para cima da jovem, provocando sua morte por estrangulamento. O agressor teria apertado o pescoço da mulher sufocá-la, utilizando as mãos e alguns fios elétricos que tinha no apartamento. 

O crime só seria desvendado no dia seguinte, quando algumas amigas de Regina a teriam procurado, inclusive pedindo ajuda para a dona da casa.

Publicidade

Os bombeiros e a polícia foram os primeiros a encontrar o corpo. O namorado e agressor foi encontrado quando estaria tentando cometer suicídio e foi detido pela polícia. O homem estava no sétimo andar de um prédio, ameaçando pular. 

Miguel foi detido preventivamente e aguardará na cadeia pelo desfecho do inquérito, onde deverá ser julgado pelo crime de homicídio contra a própria namorada. Além dos maus tratos, o homem também foi acusado de forçar a namorada a ter sexo com ele#Europa