Um menino de quatro anos morreu eletrocutado dentro de um supermercado. O acidente aconteceu na frente do próprio pai, que tentou ainda salvar o filho, tentando soltá-lo da corrente. No entanto, a descarga elétrica estava demasiado forte e ele foi incapaz de fazer mais pelo menino. Várias pessoas assistiram ao momento em que Jonathan tocou nos fios elétricos, que estavam mal colocados e em um local perigoso, no balcão do caixa. 

A polícia está investigando o incidente e os donos do supermercado e o trabalhador que cometeu o erro com essa instalação elétrica, poderão ser acusados por homicídio involuntário ou de negligência.

Publicidade
Publicidade

Foi esse suporte elétrico que estava à vista de todos, mas sem qualquer proteção que acabou provocando a descarga no menino. A #criança estava fazendo compras com o pai e estava colocando as compras no balcão do caixa, quando teria tocado nos fios, ficando imediatamente agarrado nesse choque elétrico. Alegadamente, a culpa teria estado no trabalhador que deixou essa fiação elétrica mal colocada e que, fazendo contato com partes metálicas, provocou a descarga mortal.

O menino acabou morrendo ainda no local, apesar da emergência ter sido contatada de imediato. O pai ficou horrorizado, presenciando a morte do próprio filho, tal como vários outros clientes e também os trabalhadores do supermercado. Foi um momento inacreditável para todos e bem inesperado. Afinal, aquilo que deveria ser um momento de compras entre pai e filho se tronou no "pior momento da vida" desse homem, que perdeu o filho. 

O médico chegou rápido no local, mas já não conseguiu fazer nada para evitar a morte do menino, que sofreu uma descarga elétrica demasiada forte, especialmente por se tratar de uma criança tão jovem e com  um corpo tão pequeno.

Publicidade

O pai relembra o momento e conta como o pequeno Jonathan ficou agarrado, quando tocou no caixa, "de olhos bem abertos" e sem que fizesse som algum. "Ainda tentei agarrar o meu filho, mas também levei um choque elétrico forte", contou o pai, em declarações citadas pelo jornal Mirror. 

O caso vai agora decorrer em tribunal e o advogado dessa família lamenta que os vídeos das câmeras de segurança do supermercado tenham "desaparecido". No entanto, para lá de várias testemunhas que teriam assistido o acidente, existe ainda uma mulher que também teria levado um choque no mesmo aparelho e que vai declarar no Tribunal.   #Tragédia #pais