#Emilia Grabarczyk é chamada de "pequena lutadora" pelos médicos. Também pudera, a menininha nasceu com apenas 229 gramas e 22 centímetros. Os pezinhos dela eram quase do tamanho de uma unha. A menor bebê sobrevivente! 

Foi na cidade de Witten, na Alemanha, que nasceu Emilia. Uma surpresa até mesmo para Bahman Gharavi, chefe da Clínica de Crianças e Jovens do hospital em que ela nasceu. "Mesmo as crianças nascidas com um pouco mais de peso que ela raramente sobrevivem. Temos que agradecer Emilia pela sua própria sobrevivência", conta o especialista. 

Foram muitos profissionais que dedicaram-se para que esse bebê prematuro pudesse vir ao mundo e pudesse sobreviver.

Publicidade
Publicidade

Ginecologistas, pediatras e cirurgiões pediátricos envolveram-se na missão de fazer acontecer.

Como aconteceu o nascimento da menor bebê sobrevivente

Ainda na 26ª semana de gestação, Lukas e Sabine Grabarczyk - os pais de de Emilia - e o obstreta tomaram a decisão de realizar uma cesárea, já que a placenta não era suficiente para a nutrição da bebê e ela poderia morrer ainda na barriga da mãe. De forma geral, um bebê nesse período pesa aproximadamente 595 gramas.

Ao nascer Emilia pesava apenas 229 gramas, menos da metade do que era esperado. A bebê era alimentada por um tubo e os médicos usavam um algodão umedecido com água e açúcar para aliviar suas dores. Emilia era pequena e aparentemente muito frágil, apresentando algumas complicações que a obrigaram a passar por uma cirurgia abdominal quando ela completou 340 gramas. 

Os médicos disseram ainda que ela poderia apresentar hiperatividade e ter dificuldade de aprendizagem.

Publicidade

Mas Emilia não apresenta sinais de sequelas graves e, ao que tudo indica, não terá maiores complicações no futuro. Hoje, nove meses depois, Emilia pesa 3 quilos e é rica de saúde, contrariando todas as apostas médicas.  "Por mais de seis meses, era incerto se ela sobreviveria. Apenas nas últimas semanas ela foi ficando mais robusta", explica o médico Bahman Gharavi,

Realmente, uma verdadeira guerreira que lutou por sua vida, não é mesmo?