Não é novidade para ninguém que brigas, inseguranças e ciúmes são comuns no complexo #Mundo dos relacionamentos amorosos. Os ser humano gosta de se sentir único e especial para o amado e é claro que ninguém quer ser feito de idiota ou passado para trás. Algumas pessoas levam isso ao extremo e podem até mesmo fazer coisas absurdas que até duvidamos. A americana Janet Elena Brooks, de 22 anos é um exemplo perfeito de uma tolice amorosa sem precedentes e foi capaz de forjar o próprio sequestro por causa do namorado.

O caso aconteceu na cidade de Clermont, no estado da Flórida. A jovem estava insegura quanto ao amor do namorado por ela que inventou um sequestro relâmpago.

Publicidade
Publicidade

A situação ainda piorou quando Janet descobriu que havia uma outra mulher interessada nele e resolveu provar de uma maneira nada convencional, se realmente o namorado gostava, ou pelo menos se importava com ela.

A intenção da mulher, segundo um jornal local, era saber se realmente o amor do namorado por ela era verdadeiro. Janet planejou um sequestro a mão armada e ligou para a polícia informando ter sido vítima da ação em um estacionamento de um conjunto habitacional da cidade. Ainda segundo a jovem, ela foi forçada a entrar no porta malas de um carro e foi liberada em um parque próximo. Depois de algumas checagens de informações a polícia descobriu de que se tratava de uma denúncia falsa.

Janet foi presa depois que os policiais descobriram através de um circuito de câmeras de segurança do condomínio onde morava, que nada disso tinha acontecido.

Publicidade

A mulher simplesmente foi caminhando do apartamento em que morava até uma rodovia próxima ao parque informado. Depois de detida e pressionada pelos investigadores, a jovem cedeu e confessou que tudo aquilo era um plano por causa do namorado. A insegura mulher pagou fiança e foi liberada no mesmo dia mas vai ser indiciada por falsa denúncia de sequestro. Depois do ocorrido, o namorado disse que vai ter uma conversa franca com ela e disse que sua atitude foi a mais ridícula que já viu. #Curiosidades #Casos de polícia