Um ato de #Sadomasoquismo chocou os pedestres da cidade de Fuzhou, na China. Na imagem, é possível ver uma mulher com um vestido azul andando nas ruas da cidade com um homem preso em uma coleira de #Cachorro. A cena aconteceu na hora do "rush", quando a movimentação nas ruas era maior.

Surpresas com o ato da mulher, várias pessoas que passavam por perto ficavam observando e tirando fotos, chocadas com a cena que estavam presenciando. Muitos não tinham visto nada parecido antes.

Segundo algumas testemunhas, a mulher chegou a acariciar a cabeça do homem em alguns momentos - gestos feitos em cachorros - dizendo que o rapaz era seu cão, causando muita surpresa e indignação de quem passava por perto.

Publicidade
Publicidade

A cena do homem andando nas ruas de quatro chamou tanto a atenção de quem passava que algumas pessoas chamaram a polícia. Ao chegarem ao local, os policiais pediram que o casal parasse o que estava fazendo, mas os relatórios não disseram o motivo pelo qual o homem estava sendo tratado como cachorro. Logo depois, a mulher soltou a coleira do rapaz e em seguida ambos desapareceram no meio da multidão.

Internautas chineses ainda estão tentando entender o que aconteceu e o porquê da mulher ter feito isso, ou que tipo de mensagem eles estariam tentando passar.

O sadomasoquismo, ou S&M como também é chamada, é a tentativa de buscar o prazer recebendo ou causando a dor física em outras pessoas. Nem sempre está relacionado a sexo; na maioria das vezes, é o prazer em ver a outra pessoa sofrendo ou até ela mesma.

Publicidade

O sadomasoquismo é representado por um casal, o sádico, que sente prazer em ver a outra pessoa sofrendo, e o masoquista, que sente o prazer por sentir dor, seja física ou psicológica.

Apesar de parecer uma doença, o sadomasoquismo não é considerada uma, sendo que a pessoa pode ser violenta na cama, e fora dela ser uma pessoa normal.

Muitos se perguntam como essas pessoas conseguem sentir prazer quando estão sendo machucadas. Isso se dá por conta do cortisol (hormônio do estresse) que durante o ato cai muito, e a partir daó, sensação de dor vira prazer. E ainda tem a dopamina (neurotransmissor do prazer), que é liberada quando a pessoa começa a sentir dor.