Toda mulher no mundo sonha em ter um corpo magro, sequinho e malhado. Muitas delas passam horas nas academias e têm uma alimentação regada de regras e horários, muitas vezes, ficando com fome para não sair da dieta. Mas, no caso da americana Monica Riley, é bem diferente, pois a meta dela é ao contrário das metas de toda mulher, Monica diz que quer ficar o mais gorda possível, até chegar ao ponto de não conseguir se mexer mais.

Monica reside no Texas, Estados Unidos. A moça já pesa os impressionantes 445 kg, e diz que ainda faltam 10 kg para atingir a meta. E quem está apoiando e ajudando Monica nesse percusso, é seu namorado, Sid Riley, que cozinha para ela todos os dias e a alimenta através de um funil.

Publicidade
Publicidade

Em uma entrevista dada a uma rádio local, Monica disse que apesar da ideologia atual de corpos perfeitos sejam de mulheres magras e definidas fisicamente, ela se sente uma rainha, e ainda acrescenta o apoio que seu namorado dá. "É uma fantasia sexual para nós e falamos muito sobre isso”, disse Monica.

Ela também disse na entrevista que, após o jantar, para se locomover de uma cômodo para o outro, é preciso que seu namorado a leve rolando pelo chão. "É um grande estímulo para nós dois", afirma Monica. Apesar de todas as dificuldades, Monica disse que ela e seu namorado ainda pensam em ter um filho, e que a dificuldade de se locomover não atrapalharia na criação da criança por parte dela, mas disse que talvez fosse preciso contratar uma babá.

Monica disse que sempre foi acima do peso, e que há dois anos atrás, quase chegou a fazer uma cirurgia de redução de estômago, mas desistiu antes, e dai por diante, decidiu engordar mais.

Publicidade

Desde quando conheceu Sid, ela continua comendo mais do que comia antes. Atualmente, ela disse comer mais ou menos 8 mil calorias diárias. Monica diz que cada vez que engorda, se sente mais sexy, e quando ela enche a barriga, ela fica sexualmente excitada. Sid faz a #Comida e dá a ela todos os dias, já que ela tem dificuldades para se movimentar pela casa. #Obesa