Você sabia quem nem todos os países recebem ou tratam bem as mulheres? Em muitos casos, o machismo prevalece, e a até mesmo a legislação ligada a costumes culturais faz com que estes sejam um dos piores lugares do mundo para um ser humano nascer #Mulher. Confira quais são:

1 - Afeganistão

Mesmo após o fim do regime do Talibã, ainda hoje as mulheres são impedidas de trabalhar no Afeganistão. Além disso, também são impedidas de terem acesso à educação, saírem de casa sozinhas e se não possuírem um parente do sexo masculino então, não são consideradas como uma ‘pessoa de verdade’ pelo estado.

Existe o chamado ‘Bacha Posh’, que é quando às meninas são criadas como meninos, para que não sofram repressão, consigam um emprego público, só que no entanto, se forem descobertas, são sentenciadas à morte.

Publicidade
Publicidade

2 - China

Mesmo sem o Imperialismo, com a constituição mudada desde 1982 e com as mulheres ganhando o direito ao voto, ainda assim as tradições continuam enfincadas na China. A luta pela vida começa desde cedo neste país, o aborto e o assassinato infantil ocorrem de forma frequente com o controle de natalidade.

A preferência por meninos na China faz com que as meninas possam ser abandonadas em orfanatos. Lá também, as mulheres são obrigadas a casar até os 25 anos, se não, são desprezadas pela família e ignoradas pelos homens.

3 - Mali

O abuso é uma constante na vida das mulheres do Mali, pois cerca de 95% delas sofreram e sofrem mutilação em seus órgãos genitais. Isso começou a ocorrer após o surgimento de extremistas islâmicos que começaram a executar sem dó os seus castigos desumanos, como amputação, apedrejamento e execuções de mães solteiras.

Publicidade

4 - Iraque

O que era ruim, piorou após a queda de Saddan, com a implantação da lei Sharia com o novo governo, aumentou a violência verbal e física, sentenças de crimes de honra, estupros e sequestros de mulheres.

Em uma pesquisa realizada, foi descoberto que 19% das iraquianas possuem problemas mentais devido aos conflitos do país e abusos. Como os tratamentos neste país é escasso, essas mulheres acabam ficando isoladas em casa.

5 - Índia

Independente da economia crescente da Índia, o país também é um dos piores para ser mulher, considerado o pior no G20. Pelas estatísticas, pelo menos uma mulher é estuprada a cada 14 horas, e como a violência domestica é algo corriqueiro devido à cultura, essas mulheres acabam não procurando ajuda.

6 - Somália

Diferentemente de Mali, na Somália a mutilação genital é constante em meninas e mulheres, totalizando 95% da população feminina do país, assim como a violência domestica e maus tratos. A situação fica ainda pior nas áreas controladas pelos militantes islâmicos da Al-Shabaab, onde o estupro e escravidão sexual nas mãos dos bandidos são comuns.

Publicidade

7 - República Democrática do Congo

Conhecida como “A Capital Mundial do Estupro”, no Congo, estima-se que mais de mil mulheres são estupradas todos os dias no país. Para os soldados, o crime é considerado uma “poção mágica” para lhes dar força contra o inimigo, o que faz o crime ser banalizado.   

As mulheres são tratadas como cidadãs de segunda classe pelo país e a preocupação do estado é baixa. Além do estupro, as mulheres são sujeitas a casamentos forçados ou escravidão sexual ainda adolescentes. #ONU #Direitos Humanos