Infelizmente, algumas pessoas não estão preparadas para cuidar de uma criança e muito menos para educá-la. Todos sabem que os primeiros anos de vida não são fáceis, os pais passam por aqueles momentos de pirraça, em que a criança os testa e pede um limite o tempo todo. É preciso muita paciência e maturidade para corrigir e educar da forma correta, e na hora e local corretos. 

Uma cena em que uma criança é arrastada pelos cabelos, pelo próprio pai, tem chocado internautas do mundo inteiro. A triste situação foi divulgada por Erika Burch, enquanto ela fazia compras em um supermercado do Texas, na última segunda-feira (19).

Publicidade
Publicidade

A mulher ficou tão revoltada com a triste cena que resolveu registrar o momento e postar em sua conta no Facebook.

Na postagem, ela relata o que presenciou como sendo uma #Violência infantil. Ela conta que estava fazendo compras quando viu o homem prendendo uma parte do cabelo da filha com a mão no carrinho e arrastando-a pelo local. Segundo a mulher, a menina chorava muito e pedia para que ele parasse, por favor, que ela prometia que não faria mais 'isso'.

De acordo com o post da mulher, ela até tentou intervir, pedindo para que ele não fizesse aquilo, mas o homem pediu para ela cuidar da própria vida. A americana relatou que chegou a chamar a polícia, mas, como não havia nenhum hematoma visível no corpo da menina, eles não puderam fazer nada.

Segundo a mulher, um sargento da polícia da cidade, que atendeu a ocorrência, teria falado que um homem tem todo o direito de disciplinar seu filho.

Publicidade

O relato que a mulher fez contando a situação em sua rede social teve mais de 16 mil reações e mais de 164 mil compartilhamentos. Muitas pessoas deixaram comentários furiosos direcionados ao homem. 

Uma seguidora disse que isso não era disciplina, mas uma violência contra a criança e que ele tinha que ser preso. Outra pessoa comentou que a disciplina tem hora e lugar certo. Que o homem não tinha o direito de puxar o cabelo da menina e fazê-la passar por essa humilhação, ainda mais em público. Que ela considerava essa atitude totalmente errada.  #agressão #Crime