Um homem acreditou que sua filha, de quatro anos, tinha sido raptada, em Jersey, no Reino Unido. Tudo porque, na escola, foi informado que a menina "tinha desaparecido". No final, a #criança tinha sido levada pelos assistentes sociais, que tinham se enganado e trocado a criança. Foi um sufoco para esse homem, que ameaça agora processar os serviços sociais, dos quais nem um pedido de desculpas recebeu. 

A menina vive com o pai, desde sempre, e não está com a mãe desde que tinha apenas umas semanas de vida. A criança foi levada por assistentes sociais, que disseram para a menina que ela ia passar essa tarde com a mãe. E só perceberam que tinham pegado a menina errada, quando chegaram no local combinado com a mulher, que revelou, de imediato, que essa menina não era a sua filha. 

O engano foi desfeito logo aí e todos perceberam que os assistentes sociais tinham levado a menina errada da creche. O problema maior é que, nesse momento, já o pai, a tia e a escola estavam em pânico, procurando pela criança. 

Foi a tia da criança que foi pegá-la na escola e que ficou sabendo que ela não estava.

Publicidade
Publicidade

"Tinha desaparecido", falaram para ela, que ligou para o irmão contando do sucedido. O primeiro pensamento desse pai foi que sua filha tinha sido raptada. Mais tarde, tudo se recompôs e o homem ficou sabendo do engano, que tinha levado os assistentes sociais a trocarem a criança. 

Mas não foi só esse pai que passou por um mau bocado, imaginando sua filha levada por estranhos. Também a menina passou por um momento traumatizante. A criança foi levada, sim, por estranhos, os assistentes sociais, que ela não conhecia, e apresentada para uma "mãe" que não era a sua, de quem ela nem lembra. A menina ficou tão assustada que nem quer mais voltar na escola, de acordo com as declarações do pai. 

Da escola e dos #Serviços sociais, o homem diz que não recebeu sequer um pedido de desculpa. O departamento de educação não abriu investigação nenhuma sobre esse incidente, mas um porta-voz "lamenta" pelo sucedido e pelo "sofrimento causado" para essa #Família