Os #Animais são mesmo extraordinários e nunca cansam de surpreender as pessoas com suas proezas. Recentemente, uma cadela chamada Rylle conquistou um grande sucesso nas redes sociais dos Estados Unidos e do mundo por um retorno que poucos imaginavam ser possível.

A história incrível de Rylle teve início no dia em que seus donos, Edward e Kristin Casas saíram para um passeio de barco no lago Michigan e levaram sua fiel amiga. Com um problema no motor da embarcação, Edward parou por alguns minutos para consertar, e teve o auxílio de sua mulher.

Neste período, não se sabe como, Rylle caiu na água. Após o conserto do motor, o casal procurou, sem sucesso, por seu cão, tanto no barco quanto na água.

Publicidade
Publicidade

Sem saber o que fazer, Edward enviou sinal de rádio para embarcações próximas e obteve o retorno de um pescador, que mesmo sem ter encontrado o cão, passou o contato de Lynn Fiedor, uma voluntária de um grupo que ajuda a encontrar cães perdidos. Após receber as informações, Lynn divulgou a notícia pela região de que Rylle estava perdida; um pastor alemão de 10 meses de idade.

No dia seguinte, um cão com a descrição de Rylle foi avistado próximo a um acampamento, mas relativamente distante de onde se imaginava que a mascote da família pudesse estar.

Edward foi imediatamente com sua mulher ao local, e com um pequeno brinquedo de Rylle que emite barulhos, ele começou a procurar por sua amiga animal. Em alguns instantes, a jovem cadela apareceu, para a surpresa do casal, que muito emocionados, não contiveram o choro.

Publicidade

O homem, que se diz não ser o tipo de pessoa que chora facilmente, não segurou as lágrimas após a emoção e não esqueceu de agradecer toda a ajuda recebida.

A surpresa pelo reencontro se deve muito à distância em que Rylle foi encontrada; para chegar até o acampamento, o animal precisou nadar cerca de 10 km para chegar até a margem do rio e percorrer mais 20 km andando. Uma grande proeza que devolveu a pequena Rylle ao carinho de sua família.

O que achou da história? Já presenciou algo semelhante? Deixe sua opinião e compartilhe esta notícia!