Na sexta-feira (02), uma determinação do órgão governamental 'Food and Drug Administration', agência responsável pela regulação e comercialização de alimentos e medicamentos dentro dos Estados Unidos, determinou o prazo de um ano para que os diversos #sabonetes antibacterianos sejam retirados de circulação. Uma da justificativas seria o uso excessivo de 20 substâncias químicas vetadas pelo órgão fiscalizador, com destaques para as substâncias químicas triclosan e triclocarban.

Segundo Janel Woodcock, diretora do órgão encarregado, a maioria dos consumidores acreditam na informação de que estas substâncias são eficientes pois eliminam a proliferação de bactérias, mas segundo ela, não há nada comprovado cientificamente.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o FDA, após receberem a notificação, algumas marcas já estariam retirando seus produtos de circulação. 

Por sua vez, o Instituto Norte Americano da Limpeza, órgão que representa as marcas de sabonetes, por meio de uma nota lançada à imprensa, afirma que foi enviado para o FDA um relatório descrevendo as análises detalhadas que comprovariam a eficácia dos sabonetes antibacterianos.

Na ocasião, o órgão fiscalizador argumenta que aguarda há três anos uma apresentação satisfatórias, incluindo em estudos químicos a eficácia dos sabonetes antibacterianos. De acordo com o FDA, as empresas fabricantes não conseguiram provar nada e o documentos entregues foram considerados como ineficientes para garantir a real eficácia do produto.

Ainda de acordo com o FDA, uma exposição prolongada às substâncias químicas destes sabonetes poderiam causar danos à saúde, como o aumento da resistência bacteriana ou alterações hormonais nos consumidores.

Publicidade

A partir de agora, as empresas terão um ano para retirar do mercado todo seu material ou mudar a fórmula.

Autoridades norte americanas reiteram que lavar as mãos com água e sabão continua sendo uma das medidas mais fundamentais para evitar a proliferação de bactérias. Caso isso não seja disponível, o FDA recomenda o uso de gel antisséptico à base de álcool com concentração menor a 60 por cento. #Curiosidades