Cenas de roubos em supermercados são comuns e acontecem o tempo todo. As vezes o flagrante é de pessoas colocando os objetos dentro de uma mochila grande, outras dentro de uma bolsa com bastante espaço. Mas desta vez, o caso surpreendeu muita gente pelo local escolhido para esconder o material roubado. Caso aconteceu em um #Supermercado no México.

O flagrante foi feito pelo segurança do supermercado, que filmou a retirada dos items que estavam escondidos dentro da saia da mulher. Ela foi presa com vários mantimentos dentro da sua calcinha. Com ela foram encontradas comidas e bebidas e, assim que o segurança identificou a ação da senhora, pediu para que a mesma devolvesse os itens roubados.

Publicidade
Publicidade

Entre os itens roubados, havia uma lata de cerveja e uma caixa de chiclete. A pedido do segurança, ela coloca item por item sobre o balcão do supermercado, e ele filma tudo. O homem, que não teve sua identificação divulgada, ainda diz durante a gravação "Tudo isso? Tudo isso?", em espanhol.

O segurança ainda da uma última verificada para ver se não há algo a mais escondido dentro da saia da mulher, enquanto a mulher fica de cabeça baixa envergonhada pelo que fez. O policial, em seguida, recebe informações que uma segunda mulher também estaria praticando o mesmo tipo de furto e que ela também estaria usando uma saia longa. Mas a suspeita alega inocência.

VEJA O VÍDEO:

Vale lembrar, que para acusar uma pessoa de furto dentro do estabelecimento, tem que ter certeza absoluta que o acusado está realmente furtando algo da loja ou supermercado. Em agosto deste ano, uma mulher processou, e recebeu uma indenização, por ser acusada de furto dentro de uma loja e, ao passar pela revista do funcionário juntamente com a filha da proprietária da loja, foi constatado que ela não havia furtado nada e que os produtos que tinha em sua bolsa haviam sido comprados em outra loja.

Publicidade

A revista foi feita no local, onde havia vários outros clientes, o que causou muito constrangimento à mulher.

E em uma decisão unânime, a 9ª Câmara Cível do TJ/RS, responsável pelo processo, decidiu que a loja indenizaria a mulher por dano moral no valor de 3 mil reais. #roubo