Enquanto a comunidade internacional critica os testes nucleares realizados pela Coreia do Norte, Kim Jong-un continua com seus projetos de ser uma super potência mundial, em se tratando de armamento nuclear. E o último teste foi realizado com sucesso pela Coreia do Norte, que comemorou, mais uma vez, o seu poder de fogo contra os inimigos. Se antes a tensão na região já era grande, agora está ainda maior e a Coreia do Sul chamou a explosão nuclear de "imprudência maníaca do vizinho".

O anúncio do quinto teste nuclear bem sucedido foi feito pela Coreia do Norte, nesta sexta-feira, dia 9 de setembro. Horas antes, vários países detectaram um abalo proveniente da região onde os testes são realizados e logo já suspeitaram do que tinha acontecido.

Publicidade
Publicidade

Bem antes da mídia estatal anunciar o teste nuclear, as maiores lideranças internacionais já haviam anunciado o que tinha sido feito e que condenavam mais uma vez, a iniciativa daquele país.

Park Geun-Hye, presidente sul-coreano, está preocupado com as atitudes do país vizinho e diz que o ato é de "autodestruição". Até a China, que é aliada dos norte-coreanos, se posicionou contra os testes nucleares naquele país e ficou do lado de países, incluindo os Estados Unidos, que pretendem tomar decisões mais duras para barrar futuros testes como o que foi realizado.

A Coreia do Norte tem investido pesado em tecnologia de ponta e os testes nucleares mostram que o país está se preparando para futuros conflitos militares.

Ainda não há uma definição exata da potência obtida com a explosão, mas especialistas afirmam que foi bem mais superior ao da bomba que os Estados Unidos lançou sobre Hiroshima.

Publicidade

Com o quinto teste nuclear realizado, a Coreia do Norte deixa claro que já tem uma bomba nuclear, porém, levar tal bomba a outro país exige que ela seja pequena o suficiente para caber em um míssil que a transportaria por uma longa distância.

A Coreia do Norte diz que já tem tecnologia para transportar suas bombas nucleares, disse também que já realizou teste com uma bomba de hidrogênio, mas nada disso foi confirmado de forma independente. #Guera #Terrorismo #Ataque