A notícia de que um pastor evangélico teria matado um outro #Pastor depois de uma discussão teológica acalorada, abalou a comunidade evangélica no mundo todo.

Trata-se de Ted Merchant, que se apresentou como pastor da igreja  Porta Estreita. Ele foi preso em flagrante, depois de efetuar dois disparos de arma de fogo na cabeça do também pastor, Allen Smith, aposentado da Igreja Batista.

Testemunhas relataram que os dois pastores anciãos,  estavam no mesmo lugar que costumavam conversar sempre sobre assuntos bíblicos e teológicos, no pátio do condomínio onde viviam em Chicago, nos Estados Unidos. O lugar é uma espécie de abrigo para idosos. 

Durante a conversa, Ted, de 67 anos, não admitiu ser contrariado, e sacou a arma que trazia na cintura, efetuando dois disparos praticamente à queima roupa em Allen, de 80 anos.

Publicidade
Publicidade

Os dois disparos  foram fatais, levando o pastor Allen Smith a óbito no local.

Depois de cometer o homicídio, o pastor Merchant,  ainda conseguiu se esconder da polícia por algumas horas, até que foi localizado, e preso pela polícia local.

Testemunhas confirmaram que Merchant foi de fato o atirador, e as imagens captadas pelas câmeras de segurança do condomínio, registraram o momento do crime, contou a promotoria.

Ted Merchant costumava realizar cultos dentro do condomínio, e sempre tinha a presença dos próprios moradores, inclusive, do pastor Allen Smith.

Allen vivia sozinho no condomínio, depois de uma vida inteira dedicada ao ministério. Preferiu nunca casar e portanto, não teve filhos.

Testemunhas confirmaram que, as vezes eles discutiam de forma mais acalorada, sempre com debates envolvendo teses religiosas e pensamentos distintos sobre Deus e sua existência, mas ninguém nunca esperou que aquelas discussões pudessem chegar a esse ponto, e muito menos imaginaram, que Ted Merchant possuísse uma arma de fogo.

Publicidade

Outra testemunha definiu Ted, como uma pessoa absolutamente calma, mas que ficava agitado ao defender suas crenças e pensamentos teológicos.

Preso, Ted Merchant responderá por homicídio de primeiro grau. #Religião #Violência