O #Nascimento de uma criança é sempre seguido de muita expectativa e ansiedade, principalmente para a grávida, que tem a função de trazer uma vida ao mundo. Muitas dúvidas surgem nesse momento: como será o nascimento? Existe escolha entre o #parto normal ou cesárea? Ultimamente, tem aumentado a opção por partos humanizados.

Mas, o que é um parto humanizado? Segundo a Organização Mundial da Saúde, humanizar um parto envolve uma série de condutas e procedimentos com a intenção de promover um parto e um nascimento saudável, respeitando o processo natural e evitando condutas desnecessárias ou que trazem risco para a grávida ou para a criança.

Publicidade
Publicidade

Um parto natural, realizado dentro de uma #banheira com água, foi registrado em vídeo e o mesmo está conquistando internautas do mundo inteiro. O momento totalmente emocionante foi divulgado pela parteira Lisa Marie Sanchez Oxenham, dos Estados Unidos.

É impressionante como tudo é feito de forma natural, em um ambiente que transmite calma e tranquilidade. É visível que a mulher americana está sentido dores, mas ela está tão calma que chega a comover quem assiste. Em um silêncio quase que total, a criança nasce rapidamente e a própria mãe tira-o da água e o abraça. O momento é de pura emoção para todos os que assistam ao parto, inclusive para o marido. Veja o vídeo abaixo desse lindo momento abaixo.

Segundo o Manual Técnico de Assistência Pré-Natal do Ministério da Saúde do Brasil, do ano de 2000, humanizar o parto, é estabelecer uma relação de respeito entre os profissionais da saúde e as mulheres grávidas e leva em conta a questão natural do parto, sem a necessidade de intervenções.

Publicidade

Leva-se em conta a necessidade, valore e sentimento individual de cada parturiente, através do reconhecimento do seu papel de protagonista durante toda a gestação, parto e nascimento do filho.

De acordo com o manual, deveria ser direito de cada mulher escolher o lugar de nascimento do filho, além do direito de ter o apoio e a presença de um acompanhante à sua escolha, e também visa à promoção do bem-estar físico e emocional em todo o processo, desde a gravidez até o nascimento. Além disso, a mulher tem o direito de recusar condutas que lhe cause dor ou constrangimento.

A humanização do parto envolve respeito e criação de condições para que as diversas dimensões da pessoa humana sejam atendidas: a área espiritual, psicológica, biológica e social. Que um dia possamos ver tudo isso sendo realmente cumprido.