Aleppo, que já foi um grande polo industrial e comercial da #síria, hoje, em nada se compara com o seu passado. Há cinco anos, a cidade é palco de uma guerra que visa destruir, para ganhar. Dentre os destruídos, civis e dentre os civis, milhares de crianças.

Nada, uma garotinha que aparenta ter cerca de cinco anos de idade, cantava e conversava com uma mulher que filmava a sua alegria no sofá. De repente, uma forte explosão pode ser ouvida, as imagens perdem o foco, a mulher que filmava sai correndo, pessoas gritam e o vídeo é cortado.

Ativistas que atuam ajudando vítimas da #guerra na síria, informaram para a imprensa internacional, que a criança sobreviveu ao bombardeio e as imagens teriam sido divulgadas na internet por sua mãe.

Publicidade
Publicidade

Não há informações se algum familiar ou vizinho da criança foi atingido.

Combates constantes

No início da tarde desse domingo, 4, o exército sírio afirmou ter conseguido retomar um território no sudoeste de Aleppo e que até então, estava sob o domínio dos rebeldes, que pertencem a vários grupos com objetivos em comuns. O líder do Fastaqim, teria comunicado por rádio que as forças do governo tinham retomado o domínio de duas universidades da cidade. O exército turco também realizou uma operação nesse domingo, onde soldados afirmam terem expulsado jihadistas da fronteira da Turquia com a Síria.

Por que escolheram Aleppo?

A Síria, que teve quase metade do território dominado por jihaistas há alguns anos, possui como epicentro dos conflitos, a cidade de Aleppo, que está dividida entre dois territórios: o que o presidente Bashar al-Assad ainda detém o domínio e a parte que foi tomada por rebeldes.

Publicidade

Atualmente, insurgentes do Jaish al-Nasr, tomaram cerca de 10 km da Província de Hama, que fica no sul do país. Quanto ao popularmente conhecido, Estado Islâmico, estes estão espalhados, uma vez que teve suas principais bases alvejadas em ataques antiterrorismo. O grupo domina parte do Iraque e continua a se espalhar pelo mundo.

Veja o vídeo da criança sendo surpreendida pelo bombardeio que aconteceu perto de sua casa:

#crianças