Enquanto resgatava uma bebê e a levava ao hospital, um voluntário do grupo sírio #Capacetes Brancos foi filmado emocionado e chorando. A pequena tinha apenas um mês de vida e #Abu-Kifah escavou o local onde ela se encontrava.

Foram horas e horas até resgatar a criança, que ficou soterrada após um bombardeio que aconteceu na cidade de Idlib, na Síria.

O resgate 

O vídeo mostra o homem chorando enquanto carrega a garotinha em direção à ambulância para que fosse atendida. Ao chegar no veículo, os socorristas limparam o rosto dela, que estava coberto de poeira dos escombros, e colocaram curativos nos machucados da menina. Durante todo o procedimento, a bebezinha permaneceu acordada e chorando.

Publicidade
Publicidade

Ao chegar ao hospital, Abu-Kifah começou a correr para solicitar atendimento imediato, já que a menina precisava de cuidados urgentes. O voluntário posicionou a garotinha na maca disponibilizada e se certificou de que ela receberia todo o atendimento de que necessitava.

Questionado por um repórter sobre sua atitude, Abu-Kifah explicou que sentiu como se a vítima do acidente fosse sua própria filha. 

De acordo com informações da CNN, Abu-Kifah e mais três (ou quatro) voluntários contribuíram para o resgate, socorrendo toda a família que sobreviveu ao acidente.

Os Capacetes Brancos

Os grupos de defesa civil na #síria são conhecidos como os Capacetes Brancos. A organização contribui nas tarefas de socorro nas zonas sírias sob controle da oposição e se declara apolítica.

Os voluntários já foram reconhecidos pelos trabalhos: Eles receberam o prêmio Right Livelihood, concedido por uma fundação privada sueca, por seu "compromisso humanitário".

Publicidade

Juntamente com outras 73 ONGs, a organização suspendeu a colaboração com a ONU com o objetivo de protestar contra a "manipulação dos esforços humanitários" por parte do regime de Bashar al-Assad.

Os Capacetes Brancos também foram indicados ao Prêmio Nobel da Paz.

Nobre a atitude desse voluntário, não é mesmo? E você, também se emocionaria dessa maneira? O que você achou dessa atitude? Comente!