Muneca foi a melhor cachorra do mundo por longos dezoito anos, mas quando precisou que alguém fosse o melhor humano de sua vida, foi abandonada. A pequena e frágil dachshund ficou cega e, com a idade avançada, não conseguiria sobreviver muito tempo sem ter cuidados especiais e proteção.

A pequena Muneca, mesmo em seu silêncio, entendia sua difícil situação e, quando foi abandonada no abrigo Baldwin Park, que fica em Los Angeles, nos Estados Unidos, não pensou duas vezes ao se entregar por completo para a primeira pessoa que pudesse lhe suprir o desejo de proteção e carinho.

A escolhida foi Elaine Seamans, uma protetora dos #Animais que atua no abrigo, cuidando de outros bichos que foram abandonados.

Publicidade
Publicidade

A cachorra encontrou nos braços de Elaine tudo o que precisava para ser feliz, mesmo com sua condição de debilidade, uma vez que além de cega, os veterinários também constataram que ela perdeu a audição. Como se não bastasse, a cachorra estava com muitas pulgas, o que demonstrava que ela não sabia o que eram cuidados há algum tempo.

John Hwang, um fotografo americano, registrou o momento emocionante da cadelinha escolhendo Elaine para protegê-la nessa fase difícil. Não demorou muito e as imagens repercutiram em quase todo o mundo, comovendo inúmeras pessoas. A comoção chegou a Frosted Faces Foundation, uma fundação de San Diego que resgata e cuida de animais que foram abandonados pelo simples fato de serem “velhos demais”.

Em um check-up feito em uma clínica veterinária, os exames de sangue da nova senhora da Frosted Faces Foundation mostraram que sua saúde está bem, apesar de exames cardíacos constatarem que ela está com o tamanho do coração alterado e com um pouco de chiado no peito.

Publicidade

Nesse sábado, dia 15, a fundação divulgou no Facebook que Muneca está bem e como é idosa, passa boa parte do seu dia dormindo. O caso repercutiu nos meios de comunicação e por isso existe uma chance, ainda que remota, dessa sobrevivente do abandono conseguir ser adotada.

Veja a publicação:

A Frosted Faces Foundation cuida dos animais resgatados até os seus últimos suspiros, pois depois que um cão idoso é abandonado, raramente alguém deseja adotá-los. Por não possuir fins lucrativos, a instituição vive de doações e possui uma página no Facebook para mostrar o dia a dia de seus abrigados, além de pedir doações em dinheiro e, no caso de quem vive próximo do abrigo, doações de comida, produtos de higiene e medicamentos.

Com 25 dólares é possível apadrinhar um cão idoso abandonado, provendo seus cuidados mensais. Muito animais gastam mais que isso, mas com um pouco de cada doador, a instituição consegue manter todos com a dignidade que merecem.

Muneca pode não ter muito tempo de vida, mas uma coisa é certa: enquanto estiver no abrigo, ela receberá todo o amor possível. Inclusive, logo após seus exames, ela foi levada para passear na praia, ocasião em que, aliviada e mesmo sem ver o mar, se deitou sobre uma toalha na areia e pôde descansar tranquila. #Cães #Comportamento