Foi com muita sinceridade e algumas doses de esperança que Kellyanne Conway, chefe de campanha da candidatura de #Donald Trump, se manifestou nos habituais programas políticos de domingo nos Estados Unidos. Ela admitiu que Hillary Clinton, candidata dos democratas, está na frente na corrida presidencial.

A eleição está marcada para o próximo dia 8 de novembro e neste domingo, 23, uma pesquisa divulgada pela ABC News indicou a maior vantagem de Hillary desde o início da campanha. Ela apareceu com 50% das intenções de voto dos norte-americanos, contra somente 38% do seu oponente. Ainda assim, Conway mantém esperanças em uma virada.

Publicidade
Publicidade

"Ainda não terminou. Vejo muita gente da imprensa dizendo que a corrida acabou. Pela enésima vez, estão desconsiderando o Trump", questionou a coordenadora de campanha.

Como uma das últimas cartadas, Conway indicou que o magnata vai investir recursos em estados que, em tese, se mostram mais indefinidos e são considerados decisivos nessa reta final de campanha, tais como Flórida, Ohio, Nevada, Carolina do Norte e Iowa.

"Nós não iremos desistir, pois sabemos que ainda temos chances de vencer. Nesses estados, podemos obter uma virada importante nos próximos dias", acrescentou Conway.

Nos próximos dias, Trump e sua equipe deverão ampliar os esforços para angariar eleitores e vão trabalhar em até três turnos. Entre domingo e terça-feira, o candidato republicano fará cinco comícios na Flórida.

Publicidade

#Eleições EUA 2016