Simone Blount está revoltada com um dos maiores parques de jogos da Inglaterra. A Mattel Play, de Liverpool, é um grande centro com jogos interativos para todas as #crianças mas, de acordo com as reclamações desta mãe, não serve a todos os meninos. Alegadamente, seu filho Stephen, de três anos, foi expulso do parque porque tinha #Síndrome de Down. O menino estava em uma cadeira de rodas e uma pessoa da equipe da Mattel Play pediu para eles saírem porque o parque não era "adequado" para o seu filho. 

A mãe partilhou sua reclamação no Facebook, na última terça-feira, e a história já viralizou. Primeiramente, porque esse post teve milhares de partilhas, reações e comentários e depois, a imprensa e as redes sociais estão pegando nessa história. 

Mãe lamenta discriminação

Depois de ter sido forçado a abandonar o parque onde tanto queria brincar, por causa do Bombeiro Sam e todas as coisas que tem no parque sobre esse show, o menino teria ficado doente.

Publicidade
Publicidade

Não tem qualquer relação, mas a verdade é que Stephen esteve internado por uns dias, com suspeita de meningite. Depois de deixar o hospital, a mãe partilhou esse triste incidente, que deixou o menino de "coração partido". 

Simone revelou que uma mulher falou que o parque não era "indicado para crianças como ele", o que deixou essa mãe percebendo que nesse famoso parque não tinha lugar para crianças com síndrome de Down. Essa mãe contou que essa foi uma das primeiras vezes que sentiu que seu filho estava sendo discriminado por sua condição especial. Ela não sente que ele tem qualquer deficiência e a única coisa que pode fazer ele se sentir deficiente são "lugares como esse", onde descriminam as crianças por serem diferentes. 

Difícil foi para essa mãe explicar para o menino de três anos que não poderia brincar com as outras crianças, nem com o bombeiro Sam, como ele tanto queria. No Facebook, Simone pediu apoio para ela e para Stephen, pedindo para as pessoas escreverem suas reclamações na página da Mattel Play. 

Mattel Play alega que funcionária se confundiu

Entretanto, a Mattel Play já veio se defender e garante que não houve qualquer discriminação.

Publicidade

Alegadamente, a mulher teria confundido Stephen com um bebê e que sua cadeira de rodas seria um carrinho de bebê. A funcionária teria, então, falado que esse parque não era adequado para bebês. 

Também para essa justificação, Simone teve resposta. Nesta sexta-feira, a mãe partilhou uma foto de Stephen no Facebook, com o menino sentado na sua cadeira de rodas, provando que nada, nessa imagem, se parece com um "bebê pequeno" sentado no carrinho. 

#Família