Um pai compartilhou na Internet o momento em que contou para o filho de oito anos que a #mãe dele tinha morrido. O homem gravou o vídeo, mas não para ficar famoso. Pelo menos, foi dessa maneira que ele explicou em sua página do Facebook.

Alegadamente, esse pai pretendia que todo mundo visse a dor que as drogas podem causar na vida de uma família. Como a desse menino, que ficou devastado quando descobriu que perdeu sua mãe, que sofreu uma #overdose

O vídeo é emocionante e parece que a intenção desse pai está correndo como planejado. Ele queria que o vídeo fosse assistido por milhões de pessoas e está mesmo. No Youtube, o vídeo conta já com mais de 14 milhões de visualizações e no Facebook o post tem mais de 26 milhões de visualizações, além de milhares de compartilhamentos, comentários e reações. 

No post do Facebook, o pai, Brenden Bickerstaff-Clark, que trabalha numa pizzaria, conta o que o vício das drogas pode fazer.

Publicidade
Publicidade

Ele também se assume como um viciado, mas que está limpo há 94 dias e que estava partilhando esse vídeo, com muita dor, para que todo mundo percebesse o que as drogas podem destruir.

A reação do filho, Cameron, de oito anos, é dolorosa e esse pai espera que ninguém tenha que passar pelo que ele passou, e ter que contar para um filho, tão pequeno, que sua mãe morreu de overdose. 

No vídeo, o pai aparece sentado com uma amiga do lado do filho e conta para o menino que a mãe morreu. "Como assim? A minha mãe?", pergunta Cameron, visivelmente chocado e sem querer acreditar naquilo que o pai estava falando. Depois, a criança pergunta como é que isso aconteceu e o pai fala que foi por causa das drogas e que a mãe tinha morrido de overdose, com o menino desabando em lágrimas. 

Nesse momento, a amiga abraça Cameron, e depois o pai também vai abraçar o menino, dizendo que o ama, e pedindo para pararem de filmar.

Publicidade

"Já chega", diz ele, deixando entender que esse vídeo já era suficiente para que se percebesse a dor que as drogas acabavam de provocar no menino. 

As reações a esse vídeo têm divergido muito. Apesar dos milhões de visualizações, muitas pessoas estão criticando o suposto aproveitamento do pai da dor do próprio filho. No entanto, outros afirmam estarem se revendo nessa dor e estão considerando isso um grande exemplo, e que esse vídeo, por muito doloroso que seja, merece cada partilhamento para que esse flagelo da droga seja melhor entendido, e que todos os pais entendam que as prioridades em suas vidas devem ser os filhos, e não as drogas. 

Assista o vídeo:

#Família