No dia (27) de setembro, o empresário norte-americano, Elon Musk, anunciou seus planos para desenvolver um projeto ousado, no qual sua empresa, denominada de SpaceX, pretende desenvolver uma zona habitável em Marte. Em seu discurso para a Conferência Astronáutica, realizada em Gualajara, no México, o empresário afirmou que Marte seria o planeta ideal para uma colonização humana. Em função disso, destaca-se o sistema de rotação do planeta vermelho que é de 24,5 horas. Outro aspecto positivo encontrado em Marte é que sua atmosfera dispõe de recursos como nitrogênio, bastante utilizado para o desenvolvimento de plantas.

Na ocasião, Musk pretende enviar a primeira missão para Marte, em 2024.

Publicidade
Publicidade

A Nasa, por sua vez, considera os planos do empresário como agressivos demais. Em nota, a Agência Espacial Americana afirma que enviará uma missão para Marte, somente em 2030.

Sistema interplanetário de transportes

Antes da última conferência, a empresa SpaceX, já havia publicado um vídeo, demonstrando como pretende separar a nave de seus foguetes e permitindo que uma porção retorne de volta para a Terra. Na ocasião, parte da nave deverá ser reabastecida, enquanto uma outra parte fica aguardando sua chegada, a nave será carregada de combustível o suficiente para chegar ao destino final.

Uma vez lançada da barra de lançamento, as sondas deverão alcançar uma altitude próximo a 120 metros de altura, quase três vezes mais alto que os 70 metros da Falcon 9. A espaçonave deverá ter seus 50 motores ligados durante a primeira fase de testes, na ocasião, um imenso tanque de combustível será levado junto como garantia para poder retornar a Terra após o abastecimento.

Publicidade

A expectativa é para que o lançamento ocorra dentro da plataforma 39A, situada no Centro Espacial Kennedy. Em  nota, a empresa SpaceX, afirma que teria assinado um contrato para explorar a plataforma de lançamento nos próximos 20 anos, o contrato foi assinado em 2014. A espaçonave viajará em uma velocidade superior a 99 mil quilômetros por hora. Após entrar na superfície marciana, sua parte externa deverá aquecer em mais de 1648 graus Celsius, logo em seguida será utilizado um sistema de propulsão retro supersônica para pousar na superfície de Marte.

A empresa SpaceX, também pretende reduzir o custo de uma viajem no espaço, através do desenvolvimento de foguetes que serão reutilizados. De acordo com informações, atualmente, boa parte dos foguetes utilizados para o lançamento de naves espaciais são destruídos logo em seguida. Já Musk, pretende reutilizar esses foguetes mais de mil vezes.

Entretanto, o empresário não foi muito claro ao explicar como pretende realizar tal feito e nem como pretende fazer para manter seus expedicionários vivos em uma longa jornada pelo espaço e como eles sobreviverão em território marciano.

Publicidade

Ao fim da apresentação, uma animação em 3D, teria transformado Marte em um planeta azul, muito semelhante com a Terra, sugerindo que uma terra transformação esteja incluída em seus planos. #viagem para marte #Entretenimento #Curiosidades