Crianças são realmente incríveis, quem não se apaixona quando vê aquele pequeno ser, cheio de vida e pega nos braços, sentindo o seu primeiro suspiro. O que mais chama a atenção é o grande número de crianças que nascem com algum tipo de doença grave ou algo do tipo. Mesmo com avanço da medicina, é importante salientar que as mães devem fazer acompanhamento de um profissional durante a gravidez.

Um bebê de apenas 7 meses de idade, chamado Aidin, chamou a atenção do #Mundo. Isso porque ele foi encontrado abandonado em uma cova na região de Khon Kaen, possivelmente deixado para morrer. O que chamou a atenção não foi o simples fato de encontrar um bebê abandonado em um buraco, mas que a criança estava cheia de machucados pelo corpo.

Publicidade
Publicidade

Ele foi levado para o hospital e se recuperou milagrosamente. O mais intrigante é que o pequeno, depois de avaliado, constatou-se que foi atingido com cerca de 14 facadas pelo corpo inteiro, e que quem fez isso, com toda a certeza, queria vê-lo morto.

O bebê foi encontrado por Kachit Krongyuti, uma pastora da região, que o desenterrou com as próprias mãos. Uma informação que chamou a atenção foi que a criança só foi salva pelo simples fato de estar enterrada, a pressão da terra impediu que o sangramento fosse maior.

Cada vez mais, casos como esse acontecem ao redor do mundo, essa criança teve sorte de ser encontrada com vida, e o melhor de tudo, depois de ter levado mais de 14 facadas. A pastora disse que quando a viu, achou que se tratava de um animal, só conseguiu ver que se tratava de uma criança após desenterra-la completamente, pois sua cabeça estava para baixo.

Publicidade

Depois do acontecido, a criança foi encaminhada a um orfanato e agora, depois dessa grande tragédia, seu destino mudou e podemos dizer que ele teve um "final feliz". Um casal da Suécia resolveu adota-lo. O dono do orfanato disse que foram tomadas todas as medidas legais e de segurança para que a criança tenha o melhor tratamento possível e possa viver da melhor maneira com sua nova família. #notícia #Curiosidade