É um acontecimento bizarro, que está levando a muitos comentários na web. No entanto, para essa #Família, não passa de uma tradição, que está passando de geração em geração. Aconteceu em Singapura e é notícia, depois de o tio ter colocado nas redes sociais uma imagem do sobrinho tendo relações sexuais pela primeira vez. Além do tio, estava toda a família nesse quarto, observando esse primeiro passo do jovem. 

Na foto se vê o jovem casal, despidos e deitados na cama, enquanto que do lado, sentadas na cama, estão a mãe e irmã do homem. Mas, se veem ainda mais pessoas nessa imagem, que não foram identificadas por esse tio que tirou a foto do momento.

Publicidade
Publicidade

Para ele, esse é um acontecimento "lindo" que merece ser assistido pelas pessoas mais próximas. E, de acordo com esse tio, a presença da família até ajuda a se ficar mais calmo, para que tudo corra melhor.

Também foi assim com ele, que recorda que na sua primeira vez, a mãe deu bons conselhos de como ele deveria fazer, em um momento em que ele estaria com mais dificuldades, tentando transar com a namorada. Na volta, ainda tem uma grande chance de assistirem o momento em que uma nova vida se forma, contou esse tio, pensando na possibilidade de a garota já ter engravidado, nesse momento.

Para eles, a primeira relação sexual é o momento em que o jovem se torna adulto, e por isso, merece ser testemunhado por toda a família. O tio revelou que tirou essa foto no momento antes de o jovem ejacular, e considera que foi "um momento verdadeiramente lindo". 

Redes sociais reagem com estranheza

Nesta segunda-feira (24), uma usuária que assina com o nome Happiness comentou, no Twitter, que "assim vai o mundo", reagindo com estranheza a essa imagem, que já é #Viral. E há quem fale mesmo em "falta de noção", por se tratar de um momento que deveria ser íntimo do casal e que o #sexo deve ser feito "de porta fechada", apenas com a presença do casal. 

No entanto, algumas pessoas até entendem e dizem que em um momento de maior nervosismo, até deve dar jeito, a presença de um "conselho extra" no momento da verdade. 

E o leitor, o que pensa desse caso? Comente!