Quando Tarly, de seis anos, começou a perguntar por que somente ela tinha uma doença de pele, sua #mãe percebeu que a criança estava entrando em uma nova fase de sua vida. Depois de nascer com síndrome de Netherton, uma "doença autossômica recessiva rara, caracterizada por eritema difuso", a menina passou por doze médicos dermatologistas, até que finalmente sua doença ficasse controlada.

Com o tempo passando, a menina se acostumou com todos os tratamentos que precisou fazer, mas começou a questionar o porquê de tudo aquilo. Para que ela não sentisse um mal-estar emocional, a mãe encontrou uma solução incrível. 

Kory, de 25 anos, sempre procurou a solução que amenizasse o sofrimento da pequena Tarly.

Publicidade
Publicidade

A sua luta começou cedo, quando a menina nasceu, e pouco tempo depois ficou coberta de bolhas e manchas vermelhas. Inicialmente, ainda seria diagnosticada com eczema e só mais tarde é que um especialista diagnosticou ictiose, que explicava finalmente sua pele ressecada e escamosa. 

Depois disso, tudo ficou mais fácil. A menina precisa tomar uma medicação regularmente, não podendo apanhar sol, tendo sua pele sempre protegida, aplicando cremes seis vezes por dia. O tratamento é rigoroso, pois basta uma pequena falha para que a menina fique coberta de bolhas e com coceira. Felizmente, Kory pode contar com os professores, na escola, que a ajudam na aplicação dos cremes durante a aula. 

Apesar de sua doença estar com um quadro melhor atualmente, Tarly notou no espelho a diferença dela para os outros meninos, como para a irmã e para a mãe.

Publicidade

Por isso, começaram as perguntas. Mas, assim que Tarly perguntou por que somente ela tinha a pele assim, a mãe resolveu fazer uma tatuagem bem especial. Na perna, tatuou um coração bem grande e todo preenchido com manchinhas vermelhas, como as bolhas de Tarly. 

Essa foi a forma que Kory encontrou para ficar "igual" à #Filha. A menina ficou radiante e agora está contando para todos que a mãe tem a pele como dela, mesmo não sendo verdadeira.

A mãe acredita que sua missão foi cumprida e que conseguiu dessa forma melhorar a autoestima e confiança da sua filha.  #Família