De acordo com informações disponibilizadas pelo site Mirror, do Reino Unido, a Grã-Bretanha enviará 800 tropas, além de aviões e tanques de guerra, para a região onde se situa a Estônia. A ação é parte do maior fortalecimento militar que a OTAN realiza em fronteiras próximas à Rússia desde a época da Guerra Fria.

A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte, ou NATO, em inglês) é uma aliança entre 28 países que forma um sistema mútuo de defesa militar de seus membros, capaz de responder a ataques realizados por qualquer outro país ou entidade que não pertença à organização.

Michael Fallon, atual secretário de Defesa britânico, anunciou que a movimentação militar acontecerá a partir de maio de 2017, e terá o apoio de tropas francesas e dinamarquesas.

Publicidade
Publicidade

Fallon afirmou que mesmo que a Grã-Bretanha esteja saindo da União Europeia, o país ainda ajudará a defender as regiões leste e sul da #Europa que fazem parte dos territórios pertencentes aos aliados da OTAN.

Tensões entre Ocidente e Rússia aumentando

Segundo o Mirror, nos últimos meses, as tensões entre o Ocidente e o Kremlin só tem aumentado, e agora a OTAN está pressionando seus aliados – incluindo Estados Unidos e Grã-Bretanha – para que contribuam com a sua presença militar na Europa, pois o atual cenário parece levar a um clima cada vez mais tenso, e a uma disputa por territórios com Moscou.

Um dos temores da OTAN é que a Rússia possa tentar reanexar estados que pertenciam à extinta União Soviética. Em 2014, o país adicionou a Crimeia ao seu território, e, no entanto, esta anexação não foi reconhecida pela maioria dos países membros da Organização das Nações Unidas (ONU) – fato que gerou atritos diplomáticos.

Publicidade

E para piorar a situação, o clima na Rússia já é de guerra. No início deste mês, conforme relembrou o Mirror, Moscou realizou testes de evacuação em massa envolvendo 40 milhões de cidadãos russos, alegando que o Ocidente pretende lançar ataques atômicos contra o país.

Além disso, as acusações feitas pela Casa Branca de que os russos usaram ataques cibernéticos para perturbar a eleição presidencial americana sinalizaram um acentuado agravamento nas relações entre Leste e Oeste. #Ataque