Becca Hewitt tem apenas 18 anos, mas já uma longa e triste história de #Violência doméstica. No momento, o ex-namorado Stephen Gibb, de 21 anos, está na cadeia, mas, nem assim, ela está sossegada, pois as ameaças continuam. Grávida de Gibb, ela continua temendo por sua vida e pela do seu bebê. O momento mais difícil aconteceu quando ele ficou encostando uma garrafa no seu pescoço, ameaçando rasgar a sua barriga, e retirar o filho dos dois, por ela estar conversando com um outro homem. 

Becca e Stephen se conheceram em janeiro desse ano e começaram uma relação amorosa. Inicialmente, a jovem não percebeu que o namorado tinha um instinto mais violento.

Publicidade
Publicidade

Mas, depois de poucas semanas, chegou a primeira mostra de como realmente ele era. Movido por ciúmes, ele teve um ataque de raiva, e lhe deu uma cotovelada no estômago. Becca ameaçou chamar a polícia e ele lhe arrancou o telefone da mão. Mais tarde, se desculpou, ela acreditou que não voltaria acontecer e acabaram os dois juntos e chorando, depois desse primeiro episódio. 

Apesar de ter perdoado Stephen, a jovem vítima entrou em pânico quando descobriu que estava grávida, depois de tão pouco tempo juntos. Seu medo aumentou mais ainda quando um amigo foi falar para Stephen que ele "não era o pai do filho" de Becca. Ele ficou desconfiado e os episódios de violência doméstica foram aumentando. Uma vez, empurrou ela para o chão, no meio da rua, com pessoas olhando. Com medo de sofrer um aborto, Becca chamou mesmo a polícia e acusou o namorado, pela primeira vez. 

Gibb foi presente a Tribunal e saiu com fiança, mas ficou proibido de se aproximar da namorada.

Publicidade

Proibição que seria levantada pouco depois, quando ele regressou no tribunal, já no mês de junho. Logo depois disso, ele foi atrás dela até o ônibus, ameaçando que se ela tivesse outro homem, ele a matava a ela e ao bebê dos dois. Depois de sair do ônibus, encostou Becca contra a parede e com uma garrafa na mãe, ameaçou "rasgar" sua barriga e "tirar o filho" de lá. Assim que ele se distraiu, ela correu para casa da mãe dele, que chamou imediatamente a polícia, mas também ela seria atacada pelo próprio filho. 

Em Tribunal, foi condenado a dois anos e meio de cadeia pelas agressões. Mas, apesar de estar preso, continua infernizando a vida de Becca, que será mãe no próximo mês de novembro. A partir da cadeia, ele continua escrevendo para ela, com ameaças. "Você me pertence", "é a minha garota" e em uma outra nota, escreveu que se ela tiver outro, é melhor desistir já, ou ele vai 'terminar' com ele, quando sair da prisão. 

Becca admite que tem medo, mas que se recusa entrar em pânico e que fará tudo para proteger seu bebê.  #Justiça #Crime