Nesta terça-feira (18), foram divulgadas cenas chocantes mostrando o lançamento de um míssil pelas forças iraquianas contra um grupo de rebeldes extremistas do Estado Islâmico.

O vídeo dura cerca de cinquenta segundos e mostra a represália contra o grupo de rebeldes que se reuniam no quintal de uma casa, na Síria. As imagens foram gravadas por um dos combatentes iraquianos e revelam o planejamento do ataque. A princípio se vê o grupo de extremistas, ao que parece, estavam presentes cerca de vinte homens que conversavam debaixo de uma árvore. Logo em seguida se pode ver o homem com a arma apontada para eles, o momento em que ele atira e quando o míssil atinge os homens que estavam a quilômetros de distância.

Publicidade
Publicidade

Corpos são vistos sendo lançados no meio do fogo gerado pela explosão em meio a muita fumaça.

O ataque foi uma represália pela invasão do Estado Islâmico à cidade de Mosul, a segunda maior do país. Na última segunda-feira (17), cerca de trinta mil homens das tropas do exército iraquiano, das forças antiterroristas do país, do exército curdo no #Iraque e das milícias pró-governo, começaram uma investida para liberar a cidade das mãos do grupo extremista. Ao todo o Estado Islâmico já perdeu cerca de 30% dos territórios que havia tomado na Síria e no Iraque, e vem perdendo seu poder. A cidade de Mosul foi ocupada pelos extremistas em 2014 e desde então tem sofrido com ataques terroristas. Desde o ano passado que o governo iraquiano está criando forças para combater o grupo e retomar o município.

Publicidade

Essa é a segunda maior operação militar no Iraque desde que os norte-americanos se retiraram do país em 2011. A ofensiva organizada para reconquistar Mosul, pode representar o ataque mais forte ao Estado Islâmico até agora.

A notícia e as imagens foram divulgadas por uma emissora do estado iraquiano e o próprio primeiro ministro Haidar AL Abadi, deu um relato dizendo que esse é o momento de o povo iraquiano vencer as forças terroristas, e liberar Mosul. Os militares que organizam a investida, inclusive forças dos EUA que ajudam na operação, disseram que o ataque pode durar semanas, e que essa será uma luta árdua e complicada, mas que os iraquianos estão finalmente prontos para eliminar as forças terroristas de seu país.

Os ataques são temidos pela ONU que está preocupada com os quase dois milhões de civis que moram na região. Os responsáveis pelas atividades humanitárias pregam para que haja respeito aos inocentes moradores da cidade, de forma a não haver mais mortes.

#Guerra