A relação com as drogas está dividindo os americanos. Nos próximos dias, quando eles forem às urnas em alguns estados, além de decidir quem será o novo presidente - Hillary ou Trump - precisarão escolher se a maconha deve ou não ser liberada para o uso recreativo. Com isso, muitas lojas poderão vender a droga, em uma quantidade limitada diária para cada cliente, é claro. Dois estados já fazem isso e viram esse mercado chegar a casa dos bilhões de dólares, o que está estimulando os demais a fazerem o mesmo.

No meio disso tudo, um caso tem gerado bastante confusão por lá. A polícia dos Estados Unidos divulgou fotos de uma mulher tendo uma convulsão em seu carro.

Publicidade
Publicidade

O passar mal dela era uma clara evidência da overdose, um mal cada vez mais comum pelo uso exagerado da droga. A mulher, uma mãe, estava no veículo ao lado do filho, um bebê de apenas dez meses. Não é só a maconha que está causando todo esse problema, mas principalmente os chamados opioides, que são analgésicos permitidos à venda. Os americanos tomam muito e acabam sofrendo com o mal. 

O bebê da mulher só foi salvo por algo intrigante. Ele, ao ver a mãe passar mão, teve a atitude de tentar sair do seu banco e chorar o mais alto que conseguia. A criança não saiu em nenhum momento do carro. Caso saísse, ela poderia até ser atropelada. Por sorte, ainda não se sabe muito bem como, o carro parou com a mulher dirigindo, mas não bateu, machucando ela e a criança. A mulher, de vinte e cinco anos, foi identificada como Erica Kurt.

Publicidade

Ela acabou sendo presa no último sábado, 22, após o episódio.

Além de estar desacordada, com ela estava uma seringa. O objeto ainda estava nas mãos dela, evidenciando que ela injetou a droga enquanto ainda dirigia. Casos assim, infelizmente, estão se tornando cada vez mais comum. Uma garota encontrou os pais desacordados recentemente em casa. Ela, que já tinha passado pela situação outras vezes, decidiu filmar tudo, afim de ver se dessa vez, os convenceria  a mudar. As imagens dos dois babando rodaram o mundo. #Crime #Investigação Criminal