Uma adolescente de 16 anos pode ter matado o próprio filho depois de jogá-lo por uma janela. A garota, que não teve seu nome revelado, para que sua identidade fique protegida, teria feito o parto sozinha e, em seguida, atirado o bebê pela janela.

A #Tragédia aconteceu nesta sexta-feira (30) e apesar do rápido socorro, o recém-nascido não sobreviveu, e sua morte foi declarada já no hospital. A mãe do bebê também foi levada para o pronto-socorro, em Nebraska, Estados Unidos, e não se sabe ainda se será ou não julgada por essa morte. 

Alegadamente, a jovem teria tido o bebê sozinha, no seu próprio quarto, por volta das quatro horas da manhã.

Publicidade
Publicidade

Ela teria se deitado para dormir e entrado em trabalho de parto durante a noite. Só depois do bebê nascer é que a jovem teria chamado sua mãe. Mas, já com o bebê nos braços, a garota o jogou da janela do segundo andar.

Nem mesmo com a ajuda dos paramédicos foi possível salvar a vida do bebê que tinha acabado de nascer. De acordo com as primeiras informações, a jovem teria entrado em pânico e, por essa razão, teria cometido essa loucura. 

Um vizinho contou que acordou com gritos e da janela viu duas mulheres e um paramédico junto com um bebê. Segundo esse homem, uma das mulheres gritava. Ele também afirmou não conseguir identificar qual das duas, a mãe ou a avó do recém-nascido, estava mais desesperada.

A assistência para o bebê foi prestada ainda no local, com a criança sendo transportada para o hospital.

Publicidade

No entanto, nada foi possível fazer para que essa tragédia fosse evitada. 

A menor teria contado para as autoridades o que tinha acontecido, falando que teve o bebê "inesperadamente" e quando estava sozinha. E que só depois de ter atirado o bebê pela janela, alguns minutos depois do nascimento, é que contou para a mãe o que tinha acabado de fazer. A mãe da adolescente teria chamado a polícia e a emergência médica, que quando chegaram no local, encontraram a avó tentando reanimar a criança.

Ainda não se sabe se a mãe da criança será acusada pela morte do recém-nascido e as autoridades deverão aguardar pelos resultados da autópsia para tomarem novas decisões nesse caso. Só o exame do IML permitirá confirmar se o bebê estava morto ou vivo quando foi atirado pela janela.  #Família #Bebês