Na cidade de Yueyang, na China, uma menina de dois anos foi atropelada por um carro. A criança teve morte imediata, mas as imagens registradas pelas câmeras de segurança estão mostrando para o mundo como tudo aconteceu. A menina saiu correndo na frente da mãe, que ficou uns metros mais atrás, olhando o celular. Sem esperar por ninguém, ela se lançou para a frente do carro, ficando debaixo dele. 

As imagens são chocantes, mas estão naturalmente censuradas, no momento do acidente. No entanto, ilustram bem o que aconteceu e dificilmente se pode culpar alguém, uma vez que a menina, apesar de muito pequena, sabia que o carro estava parado.

Publicidade
Publicidade

O condutor também não viu porque a criança é demasiado pequena para o seu raio de ação. Tudo somado, sobra a #mãe que vinha mais atrás e deu liberdade demais para a menina, que aproveitou a distração da mãe para correr uns metros, causando o fatal acidente. 

No #Vídeo que está sendo divulgado na Internet, se vê um homem fora do carro, fechando as portas, de um dos lados. Depois, entra no carro, sem se aperceber ainda da presença da menina que, por essa altura, ainda não aparece nas imagens. Assim que o homem entra e liga o carro, se vê a menina, de vestido branco, correndo na frente da mãe que vem, mais tranquila, uns metros mais atrás. 

A mãe vem olhando o celular e, por alguns segundos, se distraiu da filha. Das crianças, se sabe que são imprevisíveis e que um segundo basta para um acidente acontecer.

Publicidade

Nesse caso, foi pouco mais do que isso. A menina sabe que o carro está parado e, em momento algum, ela foi pensar que ele poderia arrancar a qualquer momento. Por isso, ela vai correndo e, no preciso instante em que o carro começa andar, a menina corta para a sua esquerda e se atira para a frente do carro. 

Esse instante da imagem, fica censurado no vídeo, e quando recomeça já se vê o desespero das pessoas tentando libertar a menina debaixo do automóvel. De acordo com a imprensa chinesa, as pessoas presentes acusaram imediatamente a mãe da menina, dizendo que ela estava mais interessada no celular do que na filha e que, por isso, merecia ser presa. 

Assista ao vídeo:

#Bebê