O clima entre a Rússia e vários países europeus, além dos Estados Unidos, tem feito com que muitos russos temam uma grande guerra mundial. Com programas de TV e jornais noticiando cada vez mais essa possibilidade, uma pesquisa foi realizada para saber qual a opinião dos russos sobre o assunto.

A pesquisa foi realizada na semana passada, em 48 distintas regiões da Rússia e divulgada nessa segunda-feira, 31, pela Agência AFP, mostrando que, pelo menos, 48% da população teme que a guerra esteja prestes a eclodir. A pesquisa também perguntou aos entrevistados, o que eles pensam sobre a atuação da Rússia na Síria. Resultado: 52% dos entrevistados, apesar de temer uma guerra, apoiam os bombardeios aéreos na Síria.

Publicidade
Publicidade

A Rússia atua em parceria com o governo Sírio, com o objetivo de tomar de volta os territórios ocupados por terroristas e rebeldes.

A pesquisa também mostrou que 32% dos russos acreditam que a guerra pode tornar a imagem da Rússia pior, perante a comunidade internacional. Isso porque o país já sofreu sanções por sua atuação na Síria, bem como em seu impasse interno com a Ucrânia. Atualmente, líderes de importantes nações do ocidente avaliam possíveis punições contra a Rússia.

Uma guerra de poderes

O governo de Vladimir Putin entrou na guerra contra o terrorismo há pouco mais de um ano, quando decidiu apoiar o governo de Bashar al-Assad, do qual é parceiro político. Os Estados Unidos, por sua vez, querem derrubar o governo de Assad, pois acreditam que só assim podem acabar com o Estado Islâmico.

Publicidade

Esse pensamento é o mesmo do maior rival local de Assad: Recey Tayyip Erdogan, presidente da Turquia. Erdogan quer tanto derrubar Assad que não se importou em se unir com os Estados Unidos para tal pleito, mesmo sabendo que o governo de Obama apoia os curdos, e o presidente turco os generaliza como separatistas terroristas, que precisam ser combatidos.

O jornal Moskovsky Komsomolets, que é o mais lido da Rússia, com mais de um milhão de exemplares por edição, fez uma reportagem dizendo que, se o conflito na Síria não cessar, a terceira guerra mundial irá eclodir. O fim do conflito, entretanto, está longe de acontecer. Para pressionar a Rússia, #EUA e países aliados, acusam o governo de Putin de atacar civis na Síria. O governo russo nega as acusações e diz atuar apenas nas áreas com bases terroristas.

Obama quer invadir a Síria e derrubar Assad e ‘reorganizar’ o país, de forma semelhante ao que os EUA fizeram no Iraque (destruíram o país durante a guerra, prenderam Saddam e ‘reconstruíram’ o país com o auxílio de construtoras americanas que financiaram a campanha de Bush).

Publicidade

Putin, por outro lado, também não abre mão de seus ideais e não tem interesse em derrubar nenhum governo, focando sua guerra contra o Estado Islâmico, que, por sua vez, já gravou vídeos ameaçando os russos.

Há alguns meses, o governo russo avisou que, se os EUA invadissem a Síria, iriam se arrepender. E, nesse cenário de conflitos, as chances de uma guerra mundial aumentam e o terrorismo ainda impera vendo duas grandes potências se desentendendo. #Russia #Terceira Guerra Mundial