Quando uma tórrida noite de amor termina em um hospital é sinal que os pombinhos passaram dos limites, concorda?

Pois com um casal do Reino Unido as coisas saíram do controle e o que era para ser uma 'festinha' regada a bebida e muito sexo acabou com muita dor, vergonha e uma cirurgia de emergência.

De acordo com o portal de notícias online R7, o casal notou a falta de um dos 'brinquedinhos' que havia comprado em um sex shop.

Depois de algumas horas a mulher começou a sentir dores horríveis e teve que passar por uma cirurgia de aproximadamente 6hs. Saibam mais aqui.

Casal vai parar no hospital depois de uma noite de amor

Emma Phillips, de 24 anos, e seu namorado Lee Miller, de 29 anos, que moram em Wallasey, no noroeste do Reino Unido, passaram por uma experiência pra lá de constrangedora, que colocou a vida da jovem universitária em risco.

Publicidade
Publicidade

Segundo o jornal 'Daily Mail', os enamorados passaram o dia juntos e exageraram na bebida. A noite o casal resolveu fazer uma festinha particular, depois de muito sexo e brincadeiras eróticas, Emma percebeu que um vibrador de 17 cm cor de rosa havia sumido.

Ela e o namorado procuraram o objeto por todo o quarto e não o encontraram. A jovem chegou a acreditar que Lee estava brincando com ela e havia escondido o objeto.

Porém algum tempo depois, Emma começou a sentir algumas dores no abdômen, mas como estava muito bêbada, nem se deu conta que o vibrador estava dentro dela e ainda funcionando.

Dor e vergonha

As dores começaram a ficar insuportáveis, foi quando Emma e o namorado perceberam que o vibrador estava dentro dela. Mas em um primeiro momento a vergonha era maior que a dor e ela se recusou a procurar ajuda médica.

Publicidade

Lee até tentou retirar o objeto de dentro da namorada, com utensílios da cozinha, mas sem sucesso. Depois de cessarem todas as alternativas, finalmente chegaram a conclusão que teriam que acionar o serviço emergência.

Emma passou por cirurgia de emergência

Quando acionaram a emergência Emma já estava sem ar e com dores dilacerantes. Ao chegar no hospital, após alguns exames e raio x, ficou comprovado que o vibrador estava no intestino da jovem e que poderia perfurar seu estômago a qualquer momento.

Segundo a equipe médica que atendeu a jovem o vibrador realmente estava em funcionamento, ela corria sério risco de morte e teve que passar por uma cirurgia complicada que durou aproximadamente 6hs.

De acordo com os médicos do hospital onde ela foi operada, este tipo de situação é bem mais comum do que se imagina e que muitas pessoas acabam morrendo por vergonha de acionar o serviço de emergência.

Alerta

Emma disse que resolveu contar sua experiência para que sirva de alerta para as pessoas que por ventura possam passar por uma situação vexatória como esta e se recusam a procurar ajuda médica. A universitária que tem uma filha de dois anos, foi liberada, já está em casa e passa bem. #relacionemto #Medicina #Namoro